Leco ouve vaias e é xingado pela torcida do São Paulo no Pacaembu

A relação entre do presidente do São Paulo Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, com a torcida do São Paulo não anda lá muito boa. Na cerimônia de premiação aos campeões e vice-campeões da Copinha, o dirigente tricolor foi convidado para entregar a taça do segundo lugar ao time comandado pelo técnico André Jardine e ouviu muitas vaias dos torcedores.

Assim que o locutor do Pacaembu anunciou o nome do presidente são-paulino, a torcida manifestou sua repulsa ao cartola e o xingou bastante. Acostumado com as críticas, Leco entregou o troféu aos garotos de Cotia, os parabenizou pela campanha realizada na Copinha e deixou o Pacaembu sem falar com os jornalistas.

A má relação entre a atual diretoria do São Paulo e parte dos torcedores não é novidade. A ausência de títulos expressivos (o último foi a Copa Sul-Americana de 2012), a venda de jovens promissores para o exterior, como Luiz Araújo (Lille-FRA) e David Neres (Ajax-HOL), têm gerado a ira vinda das arquibancadas.

Soma-se a isto os seguidos anos ruins do clube e a briga contra o rebaixamento no Brasileirão durante boa parte do segundo semestre do ano passado. Apesar da aproximação recente com as organizadas e a abertura do diálogo, a imagem de Leco com os torcedores segue manchada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos