Cobrança de torcedores do Galo não assusta Valdívia

A derrota para o Villa Nova-MG, na quarta-feira, pela terceira rodada do Campeonato Mineiro, enfureceu a torcida. O desempenho dos jogadores do time alternativo montado por Oswaldo de Oliveira, foi muito aquém do que se esperava. Na saída do Estádio Castor Cifuentes, os atleticanos cobraram bastante de alguns atletas experientes, entre eles o meia Valdívia.

Com contrato até o fim do Campeonato Mineiro, Valdívia pediu paciência e justificou a má atuação do time com a falta de entrosamento.

- Eu não jogo sozinho ali. Preciso da movimentação dos meus parceiros dentro de campo. O time é reserva, a gente está tentando e se conhecendo ainda. Claro que ajuda jogar na equipe principal, porque os jogadores se conhecem bem melhor. Agora, é treinar bem, esperar o meu momento de entrar na equipe titular e tentar ir bem. Estou muito feliz pela minha atuação. Claro que pode ser melhor... Estou tentando. Ninguém é robô. Estou tentando fazer as minhas jogadas - afirmou.

Acostumado com a cobrança, Valdívia mostrou tranquilidade e garantiu estar buscando fazer o melhor em campo.

- Estou me sentindo bem, tentando fazer as jogadas. Sempre tento fazer o melhor, não entro para jogar mal. Quando o time perde. o torcedor vaia. E não acho isso errado. Quando ganha, aplaude e fala que jogou bem. Mesmo sem ter jogado bem a torcida fala que jogou bem. Sou bem experiente, fui cobrado em outros lugares. Eles querem ver meu melhor, eu também quero ver meu melhor. Vou treinar mais, me dedicar mais para fazer bons jogos - completou o meia.

O próximo jogo do Atlético-MG é contra o Patrocinense. A partida será no Independência, às 17h, pela quarta rodada do Campeonato Mineiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos