Henrique se cala sobre Palmeiras e Flu, foca no Timão e diz: 'Uma honra'

Após assinar contrato até o fim de 2019, o zagueiro Henrique foi apresentado nesta segunda-feira pelo Corinthians. Em sua primeira entrevista coletiva, ele não quis comentar sobre a saída conturbada do Fluminense e nem pronunciou o Palmeiras. No rival do Timão, o defensor teve duas passagens, em 2008 e de 2011 ao início de 2014, e atuou em 161 jogos.

- Do Fluminense vai ter tempo para falar, tem muita coisa para ser dita, mas vai ter o momento certo para conversar sobre isso. Já tinha uma conversa com o Corinthians quando acabou o Campeonato Brasileiro, e isso foi se alimentando. O Fluminense uma hora de uma barrada nisso, mas daí as coisas foram acontecendo. Há males que vêm para o bem. No final deu tudo certo. Demorou um pouco, mas deu certo - afirmou Henrique, que entrou na Justiça para rescindir com o Fluminense e assinar com o Corinthians.

O experiente zagueiro de 31 anos também foi questionado duas vezes sobre sua passagem pelo Palmeiras. Em ambas as perguntas, porém, ele não pronunciou o nome do rival do Corinthians.

- Acho que é uma honra muito grande vestir essa camisa, é uma felicidade enorme poder representar um clube com tantas tradições. Sei da responsabilidade que é vestir essa camisa, mas estou preparado - desconversou Henrique, antes de voltar a ser questionado sobre os clubes anteriores.

- Eu tinha muita vontade de vestir essa camisa, para mim é uma honra muito grande. Então estou muito feliz mesmo. Quando recebi a notícia que poderia dar certo, foi muito grande a felicidade. Tive momentos no Fluminense, Napoli, fora... A gente convive e acaba tendo suas projeções no clube. Isso é passado. Vivemos o presente. Meu pensamento é mostrar meu futebol. Daqui para a frente é vida nova e honrar esse manto - declarou o zagueiro, que ainda soma passagens por Coritiba, Barcelona, Bayer Leverkusen e Racing Santander.

Henrique vestirá a camisa 3 do Corinthians e evitou dar prazo para fazer sua estreia, embora o técnico Fábio Carille já tenha projetado contar com o zagueiro em cerca de duas semanas. Segundo o próprio zagueiro, ele ainda está "meio cru".

- Eu tive três treinos com bola, ainda meio cru, mas estou batalhando para ficar à disposição o quanto antes. Comecei um pouco mais tarde que a maioria dos jogadores. Então tenho de me preparar para ficar 100% e à disposição do Fábio Carille - disse Henrique.

Além de Henrique, o Corinthians já contratou o lateral-esquerdo Juninho Capixaba, o volante Renê Júnior, o meia Mateus Vital e os atacantes Júnior Dutra e Emerson Sheik. O clube ainda busca um camisa 9 para substituir Jô, e chegou a negociar com Henrique Dourado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos