Arnaldo explica comemoração e pedido inusitados diante do Macaé

Já faz quase uma semana, mas desde então Arnaldo e a imprensa não tiveram contato. Nesta manhã chuvosa de terça-feira, o lateral-direito atendeu os jornalistas em entrevista coletiva e explicou a comemoração inusitada no gol que marcou na vitória de 2 a 1 sobre o Macaé, na última quinta-feira. Na ocasião, ele levou a mão à cabeça em gesto que diz "não acredito nisso".

- Foi uma coisa muito espontânea. Não foi um susto. Nem eu sei o que fiz na hora (risadas). O importante é que pude ajudar o Botafogo. Os meus dois últimos gols, há muito tempo, foram assim também. Agora vocês já sabem meu ponto forte. Ano passado, contra o Grêmio, quase fiz assim também - contou o camisa 4, que foi abraçar o concorrente Luis Ricardo na comemoração.

- Nós criamos uma família aqui. Quando eu cheguei, ele e o resto do grupo me acolheu bem. Então, nada mais justo que ir abraçá-lo quando fiz o gol - completou.

Arnaldo ainda protagonizou outra cena inusitada contra o Macaé. Ao cair no gramado e sair machucado, ele pediu a um repórter que tranquilizasse a mãe Lourdes.

- Mãe é mãe, né? Eu conheço a peça que tenho em casa. Tem que tranquilizar sempre. Dei uma apagada e não sei como foi o tombo. Depois do jogo, já tinham várias mensagens dela - finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos