Flu aprova e composição financeira atrasa anúncio de Dourado no Fla

Está tudo certo entre Flamengo e Henrique Dourado. O jogador foi liberado pelo Fluminense para negociar sua transferência para o arquirrival tricolor e o acerto entre as partes já está sacramentado. O goleador do Brasileiro em 2017 - ao lado de Jô - vai fechar um vínculo de quatro temporada com o Rubro-Negro e o acordo salarial e de luvas já estão alinhados. Agora, o Fla só vai discutir com a diretoria do Tricolor a forma e os valores que serão pagos pelo atacante. Oficialmente, as duas diretorias, adotam a postura de não falar sobre negociações.

Inicialmente, o Fluminense liberou o Ceifador para negociar com o Rubro-Negro a parte salarial der sua transferência, mas não debateu diretamente a composição financeira do negócio. O Tricolor queria receber os cerca de R$ 17 milhões, a multa rescisória, mas o valor foi considerado alto na Gávea. Com a confiança que o Flu vai aceitar, o Fla acena com pouco menos do alor pedido e pode dispor cerca de R$ 14 milhões, mais alguns gatilhos em contrato, que podem aumentar o montante da transferências.

A inclusão de jogadores no negócio, por ora, está descartado. O Tricolor levou o lateral-direito Léo, que tinha contrato com o Fla até dezembro, e está de olho no zagueiro Rafael Vaz, também por empréstimo. Entretanto, as negociações ocorrem de forma paralela, já que não existe outro atleta, neste momento, que possa entrar na compensação financeira que o Fluminense acredita ser o ideal para ter um diálogo final.

?

Nos últimos dias, o representante de Henrique Dourado esteve nas Laranjeiras e confirmou para a diretoria que o acordo com o Flamengo foi fechado, O Rubro-Negro, em seguida, oficializou a oferta com valores um pouco abaixo, que está sendo debatido entre a cúpula de futebol tricolor. Além disso, o Flu encaminhou a proposta do Rubro-Negro para o Mirassol, que é detentor de 50% dos direitos.

Ao que tudo indica, até o fim de semana o Fluminense deve acenar positivamente com a proposta feita pelo Fla. Uma das exigências feitas pelo diretoria tricolor, antes mesmo da oferta ser oficializada pelo arquirrival, era que o clube não abriria mão de receber à vista o valor que for acordado.

Na Gávea, o nome de Henrique Dourado já é dado como certo e a diretoria já prepara a apresentação do jogador, que chegaria para ser o titular da posição, até a situação de Guerrero se resolvida. Felipe Vizeu, por sua vez, está a caminho da Udinese, em junho, e com o acerto do Ceifador, volta a ser opção no banco para Paulo César Carpegiani.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos