Chapecoense estreia na segunda fase da Libertadores com derrota

Com dois jogadores expulsos pelo lado da Chapecoense, Gilson Kleina viu a sua invencibilidade, no comando do time, ruir. O Verdão do Oeste foi derrotado pelo Nacional-URU, por 1 a 0, nesta quarta-feira, pela segunda fase da Libertadores. Disputando o torneio pela segunda vez, a Chape não conseguiu sair com um bom resultado no primeiro jogo do confronto, na Arena Condá. Com sete desfalques por conta de lesão, a equipe de Chapecó saiu em desvantagem para o jogo de volta, em Montevidéu, no Uruguai. O técnico do Nacional, Medina, conquistou a sua primeira vitória à frente da equipe uruguaia.

JOGO TRUNCADO

Nos minutos iniciais, a Chapecoense tentou manter a posse de bola, mas a marcação do Nacional era forte e dificultava a troca de passes do Verdão. As equipes pareciam não querer arriscar. O time uruguaio, adiantado, conseguia fazer o bloqueio da Chape no setor defensivo. O time de Chapecó sofreu para criar jogadas. Apesar de ter controlado a partida, foi o Nacional que teve as melhores chances de gol.

A Chapecoense buscou o ataque, mas errou demais no passe final. Nenhuma das equipes conseguiram chegar com qualidade no gol do adversário. Nacional e Chape também tiveram dificuldade para sair com a bola. Os times foram para o intervalo sem balançar as redes.

CHUVA DE CARTÃO

O segundo tempo foi marcado por erros e faltas. A Chapecoense não conseguia ser incisiva no ataque. O Nacional, por sua vez, ficou fechado, esperando o time da casa chegar. Apesar de ter se soltado mais ao longo da partida, a Chape não levou perigo ao gol de Conde. Aos 28 minutos, Santiago Romero abriu o placar após falha da defesa. Jandrei saiu mal e os zagueiros do Verdão não acompanharam o meia uruguaio, que ficou livre para finalizar.

Instantes depois, aos 31, o lateral do Nacional, Espino, fez falta dura e recebeu o segundo cartão amarelo. A Chapecoense aproveitou a expulsão, para reagir mas as oportunidades não foram aproveitadas. Aos 40 minutos, Perotti levou cartão vermelho pelo lado da Chapecoense, igualando o número de jogadores em campo. O atacante tinha entrado há pouco tempo e não tinha nem tocado na bola. Aos 42, a situação se inverteu e o foi o Verdão que ficou com um a menos. Eduardo, recebeu o cartão vermelho após deixar o braço no rosto do adversário, em disputa pela bola. A partida terminou com o triunfo dos uruguaios.

O próximo jogo da segunda fase da Libertadores será na quarta-feira, dia 7 de fevereiro. A partida está marcada para às 21h45, no Estádio Gran Parque Central, em Montevidéu. O Nacional joga por um empate para passar de fase.

CHAPECOENSE 0 X 1 NACIONAL-URU

Local: Arena Condá, Chapecó (SC)

Data-Hora: 31/01/2018 - 21h45

Árbitro: Patricio Loustau, auxiliado por Hernan Maidana e Juan Belatti (ARG)

Público/renda: 11.367 pessoas / Renda: R$309.580,00

Cartões amarelos: Fabrício Bruno, Guilherme, Amaral (CHA); Espino, Sebastián Fernández (NAC)

Cartões vermelhos: Espino (NAC) Perroti e Amara (CHA)

Gols: Santiago Romero(28'/2ºT)(1-0)

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Douglas, Fabrício Bruno, Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo, Lucas Mineiro (Bruno Silva), Nadson (Perotti) ; Guilherme (Eduardo), Wellington Paulista. Técnico: Gilson Kleina

NACIONAL-URU: Conde; Fucile, Corujo, Arismendi, Espino; Oliva, Santiago Romero, Zunino; Viúdez ( Bergessio), Sebastián Fernández (Álvaro González), Carlos de Pena. Técnico:Alexander Medina

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos