Jair resiste à pressão e adota cautela para "lançar" Rodrygo no Santos

  • Marcello Zambrana/AGIF

Neymar jogou com Robinho. Gabigol, com Robinho e Neymar. E ao que tudo indica, Rodrygo jogará com Gabigol, mas não tão cedo. Apesar de todo o apoio da torcida do Santos após fazer os últimos dois gols do time, o jovem de 17 anos passou a ter cuidados especiais da comissão técnica e diretoria santista e será lançado aos poucos. Ou seja, não será agora que o Menino da Vila terá sua vaga garantida no time titular.

A primeira preocupação do técnico Jair Ventura está com a força física do jovem de 1,73 m e 63kg. No início da pré-temporada, o preparador físico Ednilson Sena priorizou o ganho de massa magra tanto de Rodrygo, como de Yuri Alberto e de outros jovens que subiram da base, mas ainda não completou o ciclo.

Além do fator físico, a diretoria de futebol busca os melhores caminhos para lançar o jovem. Primeiramente, os dirigentes querem evitar que o garoto se deixe influenciar pela euforia da torcida e com comparações com ídolos do clube também revelados na base. Para isso, tentam não expor Rodrygo em vídeos e outros materiais do clube e muito menos no contato com a imprensa.

Promovido no fim do ano passado, Rodrygo assinou o primeiro contrato profissional - válido até 21 de julho de 2022 - pouco antes e tem uma multa de 50 milhões de euros (R$ 196 milhões).

Antes, já chamava a atenção na base do Peixe e começou no futsal da Vila Belmiro. Foi o jogador mais jovem a assinar contrato de patrocínio com a Nike e foi assediado por clubes estrangeiros, como o Liverpool, da Inglaterra.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos