Raposa quer reformular programa sócio-torcedor para atrair cruzeirenses

O programa sócio-torcedor do Cruzeiro tem aproximadamente 69 mil torcedores inscritos. O desejo da diretoria do clube, no entanto, é que o número chegue a 100 mil até a metade de 2018. Na próxima semana, o clube mineiro deverá anunciar uma reformulação no programa, com a criação de outras modalidades e benefícios para que possa atrair mais cruzeirenses. A nova diretoria acredita que, tendo nove milhões de torcedores, o Cruzeiro tem plenas condições de conseguir alcançar a meta.

Com o dinheiro, o clube espera trazer um grande reforço na janela do meio do ano e também equilibrar as contas que não andam bem desde o final do ano passado.

- Nós temos que ganhar títulos, e só se ganha títulos com uma equipe forte, bem formada, e nós não queremos desmanchar a equipe. Todo o nosso esforço tem sido, até agora, para manter o grupo vencedor, completamos com os jogadores que a gente precisava. Então, o nosso maior empresário é o nosso torcedor. Se nós aumentarmos, chegarmos a 100 mil, vamos ter renda para acertar todos os problemas e ganharmos títulos - garantiu Wagner Pires de Sá, presidente cruzeirense.

O mandatário se mostra preocupado com os problemas financeiros da Raposa. Na Fifa a dívida chega a R$ 50 milhões, fora os salários atrasados e a alta folha salarial do atual elenco.

- Nós, infelizmente, recebemos um passivo muito grande. Estamos discutindo as coisas na Justiça. Nós já temos algum tempo em alguns processos, em outros a gente tem discutido com os empresários, os jogadores para resolver da melhor forma. De alguma maneira, nós temos que resolver as coisas. É um peso que vem em cima do clube e não pode deixar que chega ao nível de perturbar a nossa equipe nessa caminhada, que é longa e muito difícil - afirmou o dirigente.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos