Após vexame, Botafogo é recebido com pedradas e protestos da torcida

O Botafogo até que tentou fugir do já esperado protesto, mas não conseguiu. A delegação saiu pela pista e utilizou uma pista lateral para evitar a passagem pelo saguão, mas em vão. Um grupo com cerca de 30 torcedores encontrou o ônibus, descaracterizado, onde estavam os jogadores, xingou e tacou pelo menos três pedras na saída do aeroporto Santos Dumont.

Um cone também foi utilizado para tentar quebrar o vidro. Até mesmo tripés de emissoras de TV alguns torcedores tentaram utilizar. Uma das janelas quebrou, mas de acordo com a assessoria do clube, ninguém ficou ferido.

Foram vários os alvos da torcida, que lembrava a todo momento os quase 25 anos sem título de expressão. Do elenco, o atacante Rodrigo Pimpão, que apesar do belo gol, foi expulso, e Gilson, que falhou no segundo tento, foram os principais contestados.

Um torcedor chamou o atacante do Botafogo de pipoqueiro. Outro levava um cartaz escrito: " se o Gilson é jogador, eu sou o Batman". Ainda houve outros cartazes pedindo mais transparência na gestão, uma auditoria nas contas do clube e até mesmo pedidos pela volta de Cuca.

Em meio a esse clima tenso, o Botafogo volta a jogar no próximo sábado, às 16h30, quando enfrenta o Flamengo, no Raulino de Oliveira, pela semifinal da Taça Guanabara. O rival tem a vantagem do empate.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos