Eduardo Baptista fala sobre classificação da Ponte Preta na Copa do Brasil

Em meio a polêmicas sobre o regulamento da Copa do Brasil, que permite ao time visitante seguir na competição em caso de empate na primeira fase, o técnico da Ponte Preta declarou ser favorável à regra. Vale lembrar que contra o Nacional, a partida aconteceu em Manaus e a Macaca se classificou com um empate sem gols.

Para o comandante da equipe alvinegra, o regulamento é válido já que quem tem o benefício de jogar diante da sua torcida, deve sair mais para o jogo do que a equipe visitante.

- Eu acho justo. Já que estamos vindo na casa do adversário, a equipe mandante tem que sair. Eu prego sempre o bom futebol e tivemos isso na partida. As duas equipes criaram chances. É arriscado fazer um jogo só, mas só foi o grande jogo que foi pelo regulamento. Se o empate fosse pênalti eu não ia ver o Nacional tão agressivo nos minutos finais - disse o treinador.

Eduardo Baptista comentou a postura do time durante o duelo válido pela primeira fase da Copa do Brasil. O técnico enfatizou o desgaste dos jogadores por conta das viagens.

- Tivemos um primeiro tempo bom, com o domínio total, criamos algumas chances e como tínhamos previsto, com chegadas pelos lados. Tivemos algumas situações interessantes pelas laterais, faltou um pouco de agressividade na hora de finalizar, mas com a Ponte soberana no jogo. No segundo tempo a intensidade baixou nos últimos dez minutos, talvez pelo cansaço e acabamos dando a bola mais para o Nacional. Sabíamos que eles faziam marcação individual, perigosa, e ocorreram contra-ataques nos últimos minutos - disse o comandante.

A Macaca volta a campo pela sequência da temporada no sábado, quando recebe o Novorizontino, no Moisés Lucarelli, em Campinas. O time alvinegro é o vice-líder do Grupo B, atrás do São Paulo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos