Delator do 'Caso Fifa', J. Hawilla volta ao Brasil após prisão nos EUA

O empresário J. Hawilla, dono da Traffic e um dos principais delatores do "Caso Fifa", que culminou com a prisão de José Maria Marin, ex-presidente da CBF, e dezenas de dirigentes de futebol, está no Brasil pela primeira vez desde que a questão se tornou pública, em maio de 2015. O jornal "DHoje Interior", de São José do Rio Preto, cidade natal de Hawilla, revelou o seu retorno ao país.

J. Hawilla era mantido em prisão domiciliar nos Estados Unidos desde abril de 2014. Ele confessou ter feito parte de um grupo de empresários que pagava propinas a dirigentes de futebol e aceitou colaborar com as investigações nos EUA. O empresário, que confessou uma série de crimes de corrupção, está em sua casa na cidade de São Paulo, mas terá de retornar aos Estados Unidos.

Hawilla terá de voltar ao país no dia 23 de abril, dia em que ouvirá sua sentença da juíza Pamela Chen, de acordo com informações do "GloboEsporte". Um acordo com a Justiça local permitiu a viagem de volta ao Brasil.

J. Hawilla revelou que corrompeu dirigentes por cerca de 20 anos, resultando no surgimento de mais de 40 réus. Por conta da investigação, a Fifa suspendeu o atual presidente da CBF, Marco Polo Del Nero.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos