Meninos da Colina conquistam protagonismo do Vasco na Liberta

  • Carlos Gregório Júnior / Flickr do Vasco

    Evander comemora com os companheiros após fazer gol pelo Vasco

    Evander comemora com os companheiros após fazer gol pelo Vasco

Com as diversas saídas de jogadores até então considerados importantes para o Vasco antes do início da disputa da Conmebol Libertadores - casos de Anderson Martins, Mateus Vital e Nenê -, os torcedores estavam apreensivos de como o time iria se comportar. Coube aos nomes da base a responsabilidade de representar o clube na competição internacional. Após dois jogos, os meninos da Colina já conquistaram o protagonismo e tendem a crescer ainda mais em 2018.

Diante da Universidad Concepción, do Chile, equipe a qual o Vasco enfrentou na segunda fase da Libertadores, esse panorama foi bastante visível. No jogo de ida fora do Brasil, Evander foi o principal nome ao marcar dois gols. Na volta, disputada em São Januário, Paulinho se destacou com o gol, conquistando o recorde de jogador mais jovem a marcar pelo Vasco na história da competição. Isso foi exaltado por ele.

"Fico feliz pela marca que atingi e mais feliz ainda pelo que o Paulinho fez. É um menino que trabalha bastante, tem um talento enorme e está mostrando isso dentro de campo. Toda a equipe está de parabéns por esse primeiro passo na Libertadores. Construímos um resultado largo fora de casa e entramos muito ligados na segunda partida", destacou o meia Evander, responsável por assumir a camisa 10 até então vestida por Nenê.

Além da dupla, outros nomes da base estão se destacando, como o zagueiro Ricardo. Em um geral, todo esse brilho da garotada cria de São Januário nos jogos da Libertadores, competição mais complicada disputada pelo Vasco nos últimos tempos, apesar de surpreendente para alguns, é fruto de um trabalho árduo de todos os atletas. Um sonho realizado que é valorizado.

"Estamos muito felizes. Essa é a realização do nosso sonho. Sempre trabalhamos pensando alto e hoje estamos disputando uma Libertadores com a maioria da garotada. É um momento muito gratificante. Existe uma grande responsabilidade e estamos lidando bem com isso, ganhando experiência a cada jogo", concluiu Evander, que espera manter o ritmo diante do Jorge Wilstermann, da Bolívia, nas próximas duas quartas, para o Vasco chegar à fase de grupos da Libertadores.

Garotada do Vasco na Libertadores

Evander - camisa 10

Ganhou destaque na equipe comandada pelo técnico Zé Ricardo no fim do segundo semestre do ano passado. Diferentemente da época da base, foi improvisado de volante. Com a saída de Nenê neste ano, voltou para a sua posição de origem, na função de camisa 10 - número que aliás assumiu na Libertadores - e vem sendo importante com gols.

Paulinho - camisa 11

Desde que teve a primeira oportunidade no profissional do Vasco no ano passado apresenta desempenhos que enchem os olhos dos torcedores do Vasco. Vem sendo importante ofensivamente para a equipe com gols decisivos. Bateu recorde na semana passada: aos 17 anos, virou o jogador mais jovem a marcar pelo Vasco na Libertadores.

Gabriel Félix - camisa 12

O goleiro vem ganhando espaço na equipe nas competições paralelas à Libertadores, quando Martin Silva é poupado. Está inscrito na competição internacional.

Ricardo - camisa 14

O zagueiro está dando conta do recado como titular do Vasco. Conquistou a posição rapidamente com desempenhos acima do esperado. Mesmo com as contratações para o setor, sua permanência é assegurada nas partidas pela bom fase que vive.

Andrey - camisa 15

O volante está inscrito na Libertadores no aguardo da oportunidade de apresentar também o seu bom futebol.

Henrique - camisa 16

Está com uma boa sequência na lateral esquerda do Vasco, substituindo Ramon lesionado.

Caio Monteiro - camisa 19

Atacante, promessa da base do Vasco, vem aguardando a oportunidade de deslanchar também na Libertadores.

Paulo Vitor - camisa 21

Apesar de não ter viajado para Concepción na segunda fase da Libertadores, é considerado nome importante para a equipe na caminhada para chegar à fase de grupos.

João Pedro - camisa 24

Subiu para o profissional do Vasco neste ano após a saída de Jordi para o Irã. É o terceiro goleiro do Vasco na Libertadores.

* Caso chegue á fase de grupos, o Vasco poderá fazer cinco inscrições extras

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos