Cahill se diz devastado com aposentadoria de jogador que fraturou o crânio

  • AFP PHOTO / Adrian DENNIS

A colisão entre Ryan Mason e Gary Cahill, no dia 22 de janeiro de 2017, em confronto de Hull City e Chelsea acabou colocando fim na carreira do jogador de 26 anos. Nesta terça-feira, após saber da notícia, o defensor dos Blues se manifestou através de seu Twitter e disse estar "devastado".

"Devastado por ouvir as novidades sobre o Ryan. Disputar a bola é algo que fazemos milhares de vezes e ver essas consequências para um ótimo profissional como ele é de partir o coração. Mandando todo meu amor para ele e sua família, e desejando o melhor para o futuro", escreveu o jogador.

Na ocasião, Mason passou por uma cirurgia de emergência e ficou oito dias internado no hospital de St. Mary, em Londres, antes de ser liberado. Nesta terça-feira, o ex-jogador explicou, em declaração oficial, que se resolveu tomar essa decisão por motivos médicos.

Ryan Mason planejava retornar ao futebol no início deste ano, Porém, explicou que o sue crânio não estava completamente recuperado e que os riscos eram muito grandes, caso voltasse a entrar em campo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos