Carli cita 'raiva' por eliminações e defende trabalho de ex-técnico

Não foi uma nem duas. Foram pelo menos cinco vezes em que o zagueiro Joel Carli, em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira, utilizou a palavra raiva para definir o sentimento que ficou nele após as eliminações na Copa do Brasil e na Taça Guanabara. Em uma delas, o argentino destacou:

- A gente ainda fica com muita raiva da eliminação da Copa do Brasil. Nós somos um time grande e queríamos brigar por aquele campeonato. Agora começa a segunda etapa do Carioca e estamos focados para sair dessa situação e sermos campeões - opinou.

O defensor de 31 anos foi o primeiro jogador do clube a dar coletiva desde a saída de Felipe Conceição e a chegada do novo treinador, Alberto Valentim. Ele crê que todos os atletas são responsáveis pela queda do antigo comandante:

- Eu sei das minhas responsabilidades. Todos sabem e todos têm a sua parcela de culpa pela saída do Felipe. Quando um perde, perdem todos. Nós nos sentimos responsáveis pela saída dele. Ele é um cara que queria o melhor para o Botafogo. Agora é mudar o chip e seguir trabalhando.

Sobre Valentim, claro, ele afirmou que o Botafogo ainda precisa de tempo para entender a proposta do treinador, mas elogiou o desempenho do técnico nos primeiros treinos. A próxima partida do Alvinegro é daqui a uma semana, contra o Nova Iguaçu, fora de casa, pela estreia da Taça Rio.

- Ele já passou um pouco da ideia dele. Vamos precisar de tempo para compreender perfeitamente, mas vamos pegar rápido. Ele está muito empenhado nesses primeiros dias. Ele é muito atencioso com o grupo - finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos