Santos testa novo esquema e Jair Ventura ganha em poder ofensivo

A vitória do Santos sobre o São Caetano fez o técnico Jair Ventura enxergar mais pontos positivos no desempenho coletivo. Antes, há três jogos sem vencer, o treinador resolveu testar um novo desenho tático para aumentar o poder ofensivo.

No começo da partida, o time se posicionou no 4-1-4-1, com Alison recuado e Sasha, Vecchio, Jean Mota e Copete avançados, formando a mesma linha. Na prática, o resultado veio com maior posse de bola (56%) e bom aproveitamento em finalizações: dois gols de seis finalizações certas.

No volume de jogo, o Peixe acertou 468 passes contra 327 do São Caetano. No entanto, uma das ideias iniciais de Jair, de reforçar a marcação no setor ofensivo, caiu por terra.

O Azulão contra-atacou pelo lados e obrigou Vanderlei a fazer três defesas difíceis. Foram 13 finalizações dos visitantes, mas sete foram para fora.

Contra o São Paulo, no domingo, o técnico do Peixe insiste na máxima de errar menos e ter mais posse de bola fora de casa.

- Tem que errar menos para vencer. Duas equipes ficarão com a bola e se corre risco com a posse. Assistimos Paris e Real. Paris errou três saídas, e não abdicaram da proposta do jogo por causa dos erros. Um jogo dessa grandeza, com erro de saída, pode ficar caro, mas não abdicaram. Podemos errar, mas temos que perseverar nosso modelo de jogo e aliar com vitórias. Se não aliarmos, não durarei muito tempo nesse microfone - concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos