Após 'nascer de novo', ex-São Paulo e Timão recomeça vida na Malásia

Engana-se quem acha que o mundo do futebol é só glamour. E a história de Patrick Cruz na bola conta muito de como essa vida é feita de altos e baixos. Cria do São Paulo, o jogador sentiu o gostinho de ser um astro da bola na base. Namorou a modelo e atriz Barbara Evans, chegou a ter um fã-clube, se transferiu para um rival, o Corinthians e até ostenta fotos com Neymar nas redes sociais. Mas, quando chegou a hora de atuar no profissional, tudo mudou.

Em 2013, o Corinthians era o atual campeão do mundo e a concorrência no plantel principal era grande. O jogador perdeu espaço e acabou sem clube após o fim do contrato.

PRECISOU TRABALHAR FORA DO FUTEBOL

Sem emprego, começou a rodar por centros de menor expressão. Até que o dinheiro dos tempos de São Paulo e Corinthians acabou. Sem grana, teve que voltar a trabalhar em uma fábrica de sacos plásticos.

- Fiquei triste no começo por sentir que estava me afastando aos poucos do meu sonho, mas nunca tive vergonha e se precisar volto a trabalhar na Big-Bag que trabalhei pra conseguir me sustentar depois de ter perdido tudo - contou Patrick.

SUCESSO NA MALÁSIA

O sucesso só voltou na Indonésia, quando defendeu o Mitra Kukar FC. As boas atuações na Ásia o fez conseguir uma transferência para a Malásia, onde atuou por T-Team FC e Pahang FA, seu atual clube. No entanto, antes de voltar ao país, sofreu um acidente de carro com a família que o fez mudar a visão da vida. E também o fez trocar o número da camisa.

No dia 5 de fevereiro, a caminho do aeroporto para voltar à Malásia, o carro em que Patrick estava com a família capotou. Felizmente, todos saíram ilesos. Desde então, o atacante assumiu a camisa 5, dia de seu renascimento.

- Depois do acidente tudo mudou, principalmente o jeito de olhar as coisas. Hoje dou valor em cada segundo, sabendo que amanhã posso não estar mais aqui, por isso tudo o que faço agora, faço com amor e alegria. Além do fato de que me ajudou a valorizar ainda mais as pessoas que estão do meu lado, principalmente meus familiares. A vida na Malásia é Boa. Simples, mas não me falta nada. Além de não gastar muito pois o custo de vida é barato, estou muito feliz aqui porque fui muito bem recebido por todos, e como sei falar a língua facilitou bastante.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos