Verdão encerra conversa com Adidas e fica ainda mais perto da Puma

Palmeiras e Adidas encerraram as conversas sobre a possibilidade de renovar a parceria para fornecimento de material esportivo. A empresa alemã chegou a subir duas vezes a oferta para continuar a vestir o Verdão, mas não atendeu às exigências da diretoria e ficará somente até dezembro deste ano, quando o contrato se encerra.

A Adidas, inclusive, deve vestir outro clube da capital paulista já neste ano: a empresa chegou a acordo com o São Paulo, restando agora o aval do Conselho de Administração e do Conselho Deliberativo. O contrato, cuja duração não foi confirmada pelo Tricolor, passará a valer imediatamente após a saída da Under Armour, em junho. Os valores também são mantidos em sigilo.

O Palmeiras está cada vez mais perto de oficializar a parceria com a Puma, que passaria a valer em janeiro de 2019. As negociações estão bem adiantadas.

Com os royalties relativos à venda de produtos oficiais, o Verdão acredita que pode receber da Puma 20% a mais do que recebe no atual contrato com a Adidas (R$ 20 milhões por ano).

Pesa muito a favor da Puma o projeto apresentado ao clube, com exclusividade nacional (algo que nenhuma das concorrentes ofereceu) e a montagem de uma equipe para trabalhar somente com ações ligadas ao Verdão.

A Adidas, que já estava em desvantagem na disputa, ficou pelo caminho. Quem ainda corre por fora é a Topper.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos