Feliz com chances no Corinthians, Sheik avisa: 'Gosto de jogos difíceis'

  • AFP

    Emerson Sheik entrou no segundo tempo da partida contra o Millonarios

    Emerson Sheik entrou no segundo tempo da partida contra o Millonarios

Emerson Sheik não escondeu a felicidade por ter participado da estreia do Corinthians na Libertadores da América. Aos 39 anos, o atacante entrou aos 24 minutos do segundo tempo no empate sem gols com o Millonarios e comemorou após a partida.

"O Fábio (Carille, técnico) vem acompanhando não só os 11 que entram jogando, ele tem olhado todos os atletas e dado oportunidades. Fico feliz de melhorar a cada jogo e consequentemente poder ajudar. Fico feliz. Essa gratidão com o Corinthians eu sempre deixei muito clara, foi o clube que me mostrou nos cenários nacional e internacional. É gratidão e ao mesmo tempo querendo sempre melhorar para honrar a camisa do Corinthians e fazer valer minha presença aqui", afirmou Sheik.

Herói do título da Libertadores em 2012, quando marcou dois gols na final contra o Boca Juniors (ARG), o atacante avisou: gosta de jogos difíceis.

"Quando o atleta tiver oportunidade de entrar, tem que colaborar. Estou feliz porque entrei e até recebi alguns elogios. Eu gosto da Libertadores e de jogos difíceis. Não só Libertadores, mas também no regional e no nacional. Eu gosto desses jogos", disse Sheik, que recebeu elogios de Carille depois da partida em Bogotá.

O atacante foi contratado em janeiro e assinou vínculo apenas até o fim de junho. Após o jogo contra o Millonarios, ele explicou por que estava emocionado.

"Tenho 39 anos, né?! Poucas pessoas sabem os cuidados que eu tenho, que um tempo atrás eu não tinha tanto, abdicando de coisas importantes na vida de qualquer pessoa para treinar bem e me condicionar o quanto antes. É gratificante entrar, cooperar e receber elogios. A pegada vai continuar a mesma", declarou Sheik, que acredita que o Timão "pode chegar longe".

"Há muitos anos o Corinthians adotou uma postura, já tem um DNA dentro do clube. Certamente seguindo essa fórmula, a possibilidade de conquista é bem grande. Com humildade, sabendo que não tem estrela, que cada um tem uma parcela de cooperação para no final o coletivo prevalecer. Com tudo isso, tenho certeza de que o Corinthians pode chegar longe", analisou.

Sheik participou de seu quarto jogo pelo Corinthians em 2018. Antes do empate com o Millionarios, ele enfrentou Red Bull Brasil, Santo André e Novorizontino, todos pelo Paulistão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos