Após chamar Santos de 'pequeno', Romero avalia pedido de desculpa

  • Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Ángel Romero ficou preocupado com a repercussão de ter chamado o Santos de "pequeno" após o empate por 1 a 1, no último domingo, no Pacaembu. O atacante do Corinthians alega que estava de cabeça quente e avalia um pedido de desculpa.

Romero se irritou com alguns jogadores adversários nos minutos finais da partida, quando ele deu um carrinho próximo ao banco de reservas do Santos, e o zagueiro Luiz Felipe chegou a colocar o pé sobre o atacante corintiano. Depois do clássico, o paraguaio provocou na saída de campo.

"O cara me deu uma porrada, mas está tudo bem, é parte do jogo, olha como estão comemorando. É time pequeno", disse o atacante.

Na saída do Pacaembu, Romero preferiu não conversar com os jornalistas. Com fone de ouvido, o paraguaio caminhou rumo ao ônibus do Corinthians. Nesta terça-feira, ele deve decidir se vai falar algo sobre a polêmica e pedir desculpa ao rival.

Do lado do Santos, o zagueiro David Braz chamou Romero de "moleque". Além disso, o próprio clube e outros jogadores rebateram com postagens nas rede sociais. Já o Corinthians não se pronunciou e aguarda a decisão de Romero.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos