Clássico entre Sport e Santa Cruz tem registro de confusão com 60 feridos

O clássico entre Sport e Santa Cruz foi marcado por uma confusão generalizada em direção à torcida da Cobra Coral. Após confronto entre alguns presentes e a Polícia Militar, 60 torcedores precisaram ser atendidos no gramado, sendo que 25 deles foram direcionados para a Unidade de Pronto Atendimento da Abdias de Carvalho.

Por ter começado já no final do primeiro tempo, o incidente não atrapalhou a partida. De acordo com o médico Caio Santos, chefe da equipe que realizou o atendimento, apesar de nenhum torcedor estar em estado grave, um deles teve fratura exposta e outro sofreu ataque epilético no momento em que a PM entrou para apartar o confronto.

A confusão começou quando um torcedor tentou acender um sinalizado, objeto proibido por normas de segurança. A Polícia chegou a identificar o infrator e se aproximou para impedi-lo, mas muitos torcedores caíram no momento, o que gerou o início da briga. Inconformados, torcedores do Santa Cruz cantavam "pior polícia do Brasil", enquanto outro grupo ameaçava invadir o campo. Sem medida eficaz para conter o público, os PM utilizaram spray de pimenta para evitar a entrada de quem estava tentando derrubar o portão.

Nas arquibancadas, a torcida do Santa Cruz pedia ajuda em meio a um clarão e muitas pessoas saíram com fraturas e machucadas devido as medidas utilizadas. Os torcedores do Sport que estavam no setor de ampliação da Ilha do Retiro deixaram o local, que fica ao lado da área reservada aos visitantes, e o jogo voltou para sua segunda etapa em meio ao atendimento de diversas pessoas no gramado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos