Botafogo pressiona por virada, mas só empata com o Volta Redonda

O Botafogo foi a Volta Redonda visitar a equipe da casa com a necessidade de voltar com um triunfo na bagagem. Mas não deu e, pela quinta rodada da Taça Rio, teve que se contentar com o empate em 1 a 1, marcado com gols de Mauro Gabriel, ex-Bota, e Igor Rabello. Agora, o pressionado time de Alberto Valentim, que saiu atrás do placar e não teve a boa atuação na segunda etapa refletida em virada, encara o Vasco, no último compromisso do returno. O Voltaço recebe o Boavista.

O resultado positivo era essencial para as pretensões do Botafogo na Taça Rio. A responsabilidade, contudo, foi amenizada com a derrota da Portuguesa mais cedo, que estacionou nos dez pontos no Grupo C. O Alvinegro, por sua vez, passa a somar os mesmos pontos da Lusa, enquanto o Volta Redonda, brigando na parte de baixo, fica com três pelo Grupo B.

NINGUÉM ACREDITOU E... LEI DO EX

Com a mesma equipe desde o início da Era Alberto Valentim, o Botafogo esboçou uma postura agressiva e com a posse da bola. Ao menos nos primeiros minutos, quando boas oportunidades foram criadas, quase sempre via aérea. No entanto, o Voltaço foi quem espetou mais. Primeiro, com Marcelo acertando a trave, isso após bela defesa de Gatito Fernandéz. Pouco depois, placar inaugurado: Mauro Gabriel, revelado pelo próprio Botafogo, conduziu a bola na direção da entrada da área e, sem ser interpelado pelos defensores alvinegros, arriscou e foi muito feliz. Teve até passinho na comemoração.

AGORA VAI, GENERAL!

Quase sempre letal nas bolas paradas, Igor Rabello foi de vibração a frustração em poucos segundos. Marcou um gol após bola levantada por Valencia. A bola foi à rede, mas o lance foi bem anulado. Isso ocorreu quando o time da casa já estava em vantagem, o que durou cerca de 15 minutos. Na reta final da etapa inicial, a jogada se repetiu e Rabello, desta vez em posição legal, empatou.

A ESQUERDA PARECIA O CAMINHO. PARECIA...

Na volta do intervalo, Valentim acionou Marcos Vinícius e tirou Pim-

pão, abrindo o corredor para o voluntarioso Moisés. De lá, e com Vinícius

e Valencia por dentro, saíram as melhores chances na etapa final, sobretudo pela ótima participação do lateral-esquerdo, aniversariante do dia. Mas nada... Luiz Fernando e Brenner também compuseram a blitz final. Sem sucesso, apesar de mais de 20 finalizações por parte dos visitantes.

FICHA TÉCNICA

VOLTA REDONDA 1 X 1 BOTAFOGO

Local: Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)

Data-hora: 11/3/2018 - 17h

Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)

Cartões amarelos: Bruno Barra, Marcelo e Luiz Paulo (VRE)

Cartão vermelho: -

Público e renda: 2.115 pagantes / R$ 46.680,00

Gols: Mauro Gabriel, 22'/1ºT (1-0); Igor Rabello, 37'/1ºT (1-1)

VOLTA REDONDA: Douglas Borges; Luis Gustavo, Roger, Gilberto e Luiz Paulo; Bruno Barra, Marcelo, Vinícius Pacheco (Pablo, Intervalo) Mauro Gabriel (Anselmo, 11'/1ºT) e Núbio Flávio (João Cleriston,46'/2ºT); Dija Baiano. T: Marcelo Salles.

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso (Brenner, 32'/2ºT), João Paulo e Léo Valencia; Ezequiel (Luiz Fernando, 22'/2ºT), Rodrigo Pimpão (Marcos Vinícius, Intervalo) e Kieza. T: Alberto Valentim.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos