Cruzeiro e Patrocinense empatam e jogarão às quartas de final

Em jogo movimentado e eletrizante até o fim, em Patrocínio, o Cruzeiro empatou com a Patrocinense por 1 a 1, pela última rodada do Campeonato Mineiro, neste domingo. O gol da Raposa saiu dos pés de Rafael Marques e da equipe do interior, de Gênesis. Com gol do atacante, a equipe grená conseguiu a classificação para às quartas de final.

Já classificado para às quartas de final do Campeonato Mineiro, o Cruzeiro não entrou 100% na partida contra o Patrocinense por está pensando na Libertadores e alguns titulares foram poupados. Além disso, o técnico Mano Menezes ficou na Toca da Raposa para trabalhar especificamente com os principais atletas.

Em compensação, a equipe de Patrocínio foi com toda sua força para tentar conquistar a vaga para próxima fase da competição. Com isso, o clube teve que enfrentar a invencibilidade de "La Bestia".

QUARTAS DE FINAL

O Cruzeiro jogará com a própria Patrocinense na próxima fase do Campeonato Mineiro. O jogo será realizado no próximo domingo, no Mineirão.

O JOGO

Antes dos dez primeiros minutos, as equipes se movimentavam muito procurando espaços na defesa. Aos seis minutos, o Cruzeiro teve uma falta na intermediária pelo lado direito, em que Mancuello cobrou e o goleiro Neguette faz boa defesa espalmando bola para frente. A "redonda" sobrou para Ademir, que faz drible desconcertante em Ezequiel, que em seguida comete falta no jogador do time de Patrocínio.

Depois dos primeiros minutos intensos de correria, a partida deu uma acalmada. A Raposa conseguiu dominar mais o jogo, tocando passes na defesa e fazendo ligações da defesa ao ataque, diretamente, que muitas vezes eram interrompidos. E, aos poucos, o meia Mancuello foi sendo acionado para fazer essa ligação. Em uma dessas, o argentino recuperou a bola no campo de ataque, passou para Raniel, que ao devolver fez passe muito fraco. Perdendo chance de fazer o gol.

O time da casa buscava construir suas jogadas de ataque pela direita, com o lateral-direito Ângelo, que apresentou velocidade e técnica ao conduzir as bolas. Além disso, o jogador realizava tabela para receber as bolas na frentes, mas o lateral-esquerdo da Celeste, Marcelo Hermes, bloqueava a subida do adversário. Com isso, a estratégia foi outra: Bruno Moreno avançou pelo meio de campo e arriscou o chute de longe... Rafael, no meio do gol, faz a defesa segura. Primeiro susto. O segundo não demorou muito, o zagueiro Digão, pressionado por recuou a bola para Rafael, que se deu um carrinho para afastar o perigo.

O início da segunda etapa começou agitado. Logo aos três minutos, Raniel dominou na entrada da grande área e tocou para Judivan. O atacante colocou a bola à frente, mas ela escapou e Neguete defendeu. Não demorou para a equipe de Patrocínio responder: em falta, com jogada ensaiada, Ângelo chegou linha de fundo, pela direita, e cruza. Dedé afasta. Na sequência, Mário César pega a sobra, mas manda por cima do gol de Rafael.

Em belo contra-ataque do time da casa, Ademir arriscou o chute, dentro da área, e Rafael fez boa defesa. No rebote, o jogador tenta o chute novamente, mas fura.

Após várias chegadas a meta do goleiro Rafael, a equipe do interior de Minas diminuiu o ritmo, e com isso o time Celeste iniciou toques de bola na defesa e meio-campo para passar o tempo, sem arriscar. Mas com eles, a invencível Raposa chegou até o fundo das redes. O argentino Mancuello deu belo passe para Rafael Marques, que, dentro da área, mostrou frieza, limpou o goleiro e abriu placar.

A Patrocinense não se abateu e buscou a todo momento o gol. Após tanto tentar, o atacante Gênesis - que entrou no segundo tempo - recebeu bola na área bateu rasteiro, chegou encostar no pé de Rafael, mas bola balançou as redes.

FICHA TÉCNICA

PATROCINENSE 1 X 1 CRUZEIRO

Data/horário: 11/3/2018, às 17h (de Brasília)

Local: Pedro Alves do Nascimento, em Patrocínio

Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Mauricio Eustaquio Souza Santiago (ambos de MG)

Cartões amarelos: Ezequiel (6'/1º tempo), Mancuello (5'/2º tempo) Bruno Moreno (1'/2º tempo), Leomir (28'/2º tempo)

Cartão vermelho:

Gol: Rafael Marques (26'/2º tempo) (CRU) / Genesis (39'/2º tempo) (PAT)

PATROCINENSE: Neguete; Ângelo, Diego Borges, Juninho, Mateus Mendes, Mário César, Bruno Moreno, Leomir, Diogo Peixoto (Marcelo Régis), Ademir (Genesis), Jefersom Berger (Juninho Arcanjo). Técnico: Wellington Fajardo

CRUZEIRO: Rafael; Ezequiel, Dedé, Digão, Marcelo Hermes, Lucas Silva, Bruno Silva (Nonoca), Mancuello, Rafael Marques, Judivan (Sassá - 13'/2º)tempo e Raniel (Marcelo). Técnico: Sidnei Lobo

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos