Arbitragem preocupa e diretoria do Fla avalia medidas a serem tomadas

O Flamengo voltou de Guayaquil com três pontos importantes ao vencer o Emelec no George Capwell - recuperando os "pontos perdidos" no empate diante do River Plate (ARG) em casa -, mas a diretoria desembarcou no Rio de Janeiro preocupada com a arbitragem na partidas da Copa Libertadores. De acordo com o presidente, o clube já avalia as medidas a serem tomadas.

- Um absurdo (o pênalti não marcado a favor do Flamengo no Equador). Vamos estudar o que vamos fazer. Isso não pode se repetir - comentou o presidente Eduardo Bandeira de Mello no desembarque desta quinta-feira, no Galeão.

A direção entende que o time foi prejudicado nos jogos que fez pelo Grupo D. Na estreia, o Fla contestou do gol de Mora, do River Plate, que estava impedido, e de um pênalti de Zuculini, ao colocar a mão na bola em cabeçada de Réver.

O técnico Carpegiani e líderes do elenco, como Diego, colocaram os erros da arbitragem como cruciais para o tropeço em casa: empate em 2 a 2 no Rio.

Contra o Emelec, a arbitragem ignorou um pênalti claro a favor do Flamengo, ainda no primeiro tempo, quando o jogo estava 0 a 0. Diego lançou Éverton Ribeiro dentro da área, mas o zagueiro Guagua tirou a bola com a mão.

A tendência é que a diretoria do clube envie uma representação à Conmebol sobre os erros da arbitragem contra a equipe na Copa Libertadores-2018.

Clube lamenta assassinato de vereadora e motorista

As mortes de Marielle Franco e de seu motorista, Anderson Pedro Gomes, chocaram o Brasil na noite de quarta, minutos antes do Flamengo entrar em campo no Equador. Nesta manhã, via rede social, o clube lamentou o ocorrido.

Confira o posicionamento do Flamengo:

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos