Diretor de futebol do Figueira relembra critério de gol qualificado na Copa do BR

Mesmo com o bom futebol jogado em campo e a vitória por 2 a 1 no tempo regulamentar, o Figueirense deixou o Independência com a eliminação na Copa do Brasil.

Após a derrota para o Atlético-MG nos pênaltis, o diretor de futebol do clube, Felipe Faro, relembrou quando gol qualificado era utilizado como critério de desempate na competição

- Infelizmente acabaram com o gol qualificado fora de casa. Se não fosse isso, estaríamos classificados. Estamos contente pelo elenco e pela partida que fizemos contra um time do nível do Atlético-MG. Os jogadores se doaram. Fica um sentimento totalmente positivo e saímos de campo orgulhosos pelo que eles fizeram nesses dois jogos - disse o dirigente à Rádio CBN Diário.

As cobranças de Jorge Henrique e Renan ficaram nas mãos do goleiro Victor. Enquanto isso, os jogadores do Galo carimbaram o gol defendido por Denis em todas as oportunidades e garantiram a vitória por 4 a 2.

Com a eliminação, o Figueira deixa de faturar o prêmio de R$ 1,8 milhão dado pela CBF aos clubes classificados. Agora, os catarinenses voltam a atenção para o Estadual. Pela competição, a equipe volta aos gramados no próximo domingo, quando enfrenta o Inter de Lages, às 16h, no Orlando Scarpelli.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos