Vice-presidente financeiro do Cruzeiro se demite do cargo

O vice-presidente executivo financeiro do Cruzeiro, Divino Lima, pediu demissão do cargo, na última quarta-feira. Em carta, o dirigente alegou frustração e destacou que lhe faltou habilidade. O Cruzeiro ainda não se pronunciou sobre a saída do executivo.

- Desligo-me hoje (quarta-feira) do Cruzeiro Esporte Clube com a frustração de não ter podido contribuir mais com a recuperação do nosso quase centenário clube - escreveu Divino.

Indicado pelo vice-presidente de futebol Itair Machado e um dos braços fortes do vice-presidente executivo do clube, Marco Antônio Lage, Divino trabalhava no Banco BMG e ocupava o cargo de direção financeira da instituição. Ele tinha mais de 20 anos de experiência no ramo.

Divino ajudou o clube celeste a destravar financeiramente a negociação do lateral Bruno Silva e contribuiu no aporte de R$ 50 milhões, conseguidos com uma instituição bancária, para o clube quitar salários.

Leia a carta de Divino na íntegra:

"Caros companheiros de jornada;

Estou enviando esta mensagem para agradecer a todos pela forma cortês e carinhosa com que fui recebido no Maior Time de Minas.

Desligo-me hoje de CEC com a frustração de não ter podido contribuir mais com a recuperação do nosso quase centenário Clube.

Não tive a habilidade necessária para conviver com o contraditório, pelo excesso de transparência, contundência e de retidão!

Procurei fazer sempre o que era melhor para o CEC, tenho a consciência tranquila com relação a isto!

Peço a Deus que proteja a todos e que encha nosso time do coração com conquistas e glórias!

Peço desculpas se em algum momento não consegui retribuir a vocês as gentilezas e o carinho com que me distinguiram.

Cuidem bem do nosso Cruzeiro pois ele é maior que todos nós juntos!

Abraço carinhoso,

Divino Lima."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos