Felipe Melo celebra vantagem, mas diz: 'Classificado? Óbvio que não'

Parece até difícil criticar uma vitória por 3 a 0 na primeira partida das quartas de final do Paulistão, mas o desempenho do Palmeiras contra o Novorizontino, fora de casa, não foi tão expressivo quanto o resultado mostra, tanto é que dentro de campo as reações do técnico Roger Machado confirmaram a impressão. Apesar da boa vantagem que será levada ao Allianz Parque na próxima quarta-feira, ninguém crava a classificação para as semifinais.

Um dos jogadores que evitaram falar em vaga garantida foi Felipe Melo, que foi contundente ao dizer que ainda há outra partida a ser realizada, principalmente prezando pelo respeito ao rival.

- Classificado, não. Óbvio que não. Seria leviano e faltaria com o respeito ao time deles se falasse isso. A vantagem é boa. Ano passado viemos aqui e construímos uma vantagem boa também (3 a 1). A desse ano é até melhor. Nosso respeito com eles é manter a seriedade no jogo de volta - afirmou o volante.

Dudu seguiu a mesma linha do companheiro de time e preferiu projetar o jogo da próxima quarta-feira, em casa, que deve confirmar a classificação palmeirense.

- A gente sabe que fez um bom resultado, mas futebol é complicado, tem outro jogo, a gente respeita a equipe deles, agora é procurar descansar esses dias para fazer um bom jogo na quarta - declarou o capitão.

Outro assunto que tomou conta da partida foram as cobranças do técnico Roger Machado diante dos erros de passe e das chances fornecidas pelos jogadores do Verdão ao Novorizontino, que só não marcou por conta da grande atuação de Jailson. Para Felipe Melo, o comandante não reagiu dessa maneira por conta da atuação do time.

- Não creio que ele tenha estado dessa maneira pelo desempenho da equipe. O Roger cobra. Quando a gente faz um, ele quer dois. Quando faz dois, quer quatro. É normal. Ele transmite para a gente a vontade de fazer sempre mais - revelou o camisa 30.

Já Dudu entendeu as cobranças do treinador palmeirense, já que em sua visão o time poderia ter feito mais do que fez em Novo Horizonte, pois faltou concentração.

- Fizemos um bom jogo, mas poderia ser melhor, a gente sempre sabe que tem que dar o melhor. Agora no fim algumas bolas a gente errou, desconcentrou, errou alguns passes, acho que foi por isso que ele ficou um pouco bravo, cobra muito da gente, com razão. Se a gente tivesse caprichado mais, se a gente tivesse mais concentrado no final, a gente poderia ter feito mais gols - concluiu o meia-atacante.

O Palmeiras volta a campo na próxima quarta-feira, para enfrentar novamente o Novorizontino pela partida de volta do confronto de quartas de final do Paulistão. Desta vez o duelo será no Allianz Parque e o Verdão pode perder por até dois gols de diferença que ainda assim estará na semifinal da competição.

UOL Cursos Online

Todos os cursos