Só com jogos decisivos à frente, pontas do Botafogo buscam melhorar

Ezequiel, Rodrigo Pimpão, Luiz Fernando e Leandro Carvalho. Já que Pachu não tem chances e Aguirre se diz centroavante, os quatro primeiros elencados acima são as opções de ataque do Botafogo para os lados do campo para a temporada. A torcida parece ter esperança de um desempenho melhor, mas ele precisa acontecer logo, até porque não há mais partidas "menos importantes" para testes no Glorioso daqui para frente.

O clássico deste domingo é decisivo, e dali para frente só há a Copa Sul-Americana, eliminatória, em um mês, e o Campeonato Brasileiro. Além, obviamente, dos duelos pelos mata-mata da Taça Rio e do Estadual. Os responsáveis pelas pontas precisarão se provar na prática, à vera.

A necessidade é tanta que jogadores normalmente responsáveis pela criação pela faixa central são cotados para outras funções. A experiência de Valencia contra o Volta Redonda é o maior exemplo, pode ser vista novamente neste domingo, mas Renatinho, que se recupera de lesão, também pode atuar aberto. O técnico Alberto Valentim prega o trabalho pela evolução.

- Nós demos apenas uma folga quando tivemos uma semana cheia, os jogadores entenderam bem isso. Eles sabem disso aqui, a gente cobra sempre uma pegada mais forte. O perfil aqui é de trabalhador, muito bom para exigir. O nível de atenção é muito bom - exalta.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos