A nota do Bota que cobra punição a juiz: 'Sem compromisso e respeito'

O Botafogo não se calará quanto ao erro da arbitragem no clássico diante do Vasco, domingo, quando Rildo não foi expulso após dura entrada em João Paulo. Pouco antes dos homens fortes do futebol, Gustavo Noronha e Anderson Barros, irem à entrevista coletiva protestarem, o clube compartilhou o ofício apresentado à Ferj contra o juiz Leonardo Cavaleiro, sobretudo.

O Glorioso protocolou na federação carioca a representação (veja as páginas na galeria), em que solicita "as providências cabíveis junto à Comissão de Arbitragem de Futebol - COAF e ao Grupo de Gerenciamento de Problemas - GGP, para que o árbitro seja devidamente afastado de suas atividades, tendo em vista o notório e inequívoco descumprimento das Regras do Jogo."

- Sem qualquer compromisso e, acima de tudo, respeito com os participantes do evento, o árbitro Leonardo Cavaleiro ousou aplicar tão somente uma advertência ao jogador Rildo, do Vasco da Gama, mesmo diante da cristalina infração cometida pelo referido atleta - diz parte da comunicado, compartilhado nas redes sociais do Alvinegro.

Presidente do COAF, Jorge Rabello, em entrevista à "Rádio Globo", admitiu erro da arbitragem jogo de domingo, no Nilton Santos, e marcou uma reunião com representantes do Botafogo para explicar o não afastamento de Cavaleiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos