Ex-companheiros de Ismaily apostam em sucesso do lateral pela seleção

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / MIGUEL RIOPA

Ela pode ter pego muita gente de surpresa e originado críticas ao trabalho de Tite, mas há pelo menos duas pessoas que apostam no sucesso de Ismaily com a seleção brasieira: o meia Jonathan Cafu, do Bordeaux (FRA) e o goleiro Vágner, do Boavista (POR).

O primeiro, ex-jogador de São Paulo e Ponte Preta, elogia a força física do lateral-esquerdo de 1,77m, 78 kg e 28 anos. A dupla atuou junta no Desportivo Brasil, no interior de São Paulo, no ano de 2009, ainda nas categorias de base e nos primeiros meses de Ismaily como profissional, pela quarta divisão estadual. O ala seguiu a carreira dele fora do país, mas Cafu continuou no clube paulista até 2011.

"O Ismaily sempre foi um jogador muito forte. Além de ter qualidade com os pés e ter uma ótima saída de jogo, o porte físico dele o ajuda muito no setor defensivo. É um atleta que tem tudo para dar certo na Seleção Brasileira. Fiquei muito feliz em saber que ele terá essa oportunidade. Ele realmente merece", comentou.

O goleiro Vágner também esteve com Ismaily no Desportivo Brasil e no Estoril, então na segunda divisão local, entre 2009 e 2010. Hoje, o arqueiro está no Boavista (sétimo da Primeira Liga). O camisa 1 também valorizou o porte físico do jogador e vibrou com a convocação do amigo.

"Ele é uma grande pessoa e um grande jogador. Tem uma capacidade explosiva muito forte, no "um contra um" ele também é muito bom. Tem uma qualidade técnica acima do normal. Quando a gente jogava junto no Desportivo Brasil já dava para perceber que ele era diferente. Estou muito feliz e tenho certeza que ele vai aproveitar a oportunidade da melhor forma possível. Vai contribuir bastante para a Seleção", opinou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos