Felipão não coloca o Brasil como grande favorito a conquistar a Copa

Campeão mundial em 2002 e técnico da Seleção na derrota por 7 a 1 para a Alemanha, em 2014, Luiz Felipe Scolari foi do céu ao inferno no comando do Brasil. Agora, na torcida, ele acredita que os comandados por Tite não são os grandes favoritos para conquistar a Copa do Mundo de 2018.

Em entrevista para o jornal "Marca", Felipão foi taxativo e afirmou que a Seleção terá muita concorrência para faturar o hexa.

- As principais favoritos são oito, dez seleções. Muitas têm condições para ganhar, não só o Brasil. É a pentacampeã, mas não é a única. Vejo o mesmo Mundial que todos: com oito ou dez equipes bem preparadas e em condições de levantar o troféu - analisou.

Em relação aos astros Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo, Felipão ressalta a importância de um jogo coletivo para que as individualidades sobressaiam.

- Eles são fantásticos, maravilhosos, mas necessitam um trabalho de equipe que os leve a final para vencer.

Nesta sexta-feira, a Seleção Brasileira enfrenta a Rússia, às 13h (de Brasília), em amistoso preparatório para a Copa do Mundo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos