Topo

Esporte


Goleiros Jean e Sidão conversam para acabar com mal-estar no São Paulo

2018-03-22T12:29:37

22/03/2018 12h29

O São Paulo espera que a aparente troca de rusgas indiretamente entre Sidão e Jean, usando suas redes sociais, tenha chegado ao fim. Antes do treino desta quinta-feira, no CT da Barra Funda, os dois goleiros conversaram para acabar com o mal-estar em meio à disputa por posição.

As informações foi de que o bate-papo ocorreu naturalmente e, aparentemente, aparou as arestas. A preocupação da comissão técnica é de que a busca de ambos pela titularidade na equipe ocorra apenas devido ao mérito de cada um dentro de campo.

O episódio mais recente, enxergado no clube como limite para acabar com o mal-estar, ocorreu na noite dessa quarta-feira. Jean, que acabou de perder a posição para Sidão, publicou em seu Instagram a mensagem "Pensamento do dia: Quem é mau caráter, sempre vai achar uma desculpa para tornar legítimas suas ações" - o post já foi apagado.

No domingo, dia seguinte à falha de Jean que gerou a derrota por 1 a 0 para o São Caetano, na ida das quartas de final do Paulista, Sidão publicou vídeo com uma série de defesas suas pelo São Paulo e também participação com o pé na saída de bola - contra o Red Bull, na semana passada, Jean errou com o pé e sofreu gol também. Mas Sidão, na terça-feira, assegurou que não houve maldade em seu post no Instagram.

- Fiquei um tempo sem jogar e, no domingo, foi um momento meu de expressar minha gratidão por estar voltando a treinar. Jamais pensei no jogo de sábado quando expressei aquilo na minha rede social. Estava expressando o meu sentimento, minha vontade de voltar a trabalhar e treinar. Postei o vídeo somente para isso, para agradecer as pessoas que gostam de mim. Algumas pessoas viram maldade, mas internamente estamos cuidando para que as coisas externas não entrem aqui (no clube) - disse Sidão, recém-recuperado de lesão muscular.

No domingo, ainda houve um desentendimento durante o treinamento, fechado à imprensa, que o próprio Sidão tornou público em sua entrevista depois da vitória sobre o São Caetano, na terça-feira. Mas o goleiro assegurou que a discussão não foi com Jean, embora mantenha o mistério sobre o outro jogador envolvido no episódio.

A expectativa no São Paulo é de que as rusgas entre Jean e Sidão tenham chegado ao fim. Nas semifinais do Campeonato Paulista, a tendência é de que Diego Aguirre mantenha Sidão no gol, já que o próprio técnico acredita que a experiência do camisa 12 será importante em partidas decisivas.

Jean chegou ao São Paulo no começo do ano e custou cerca de R$ 10 milhões ao clube. Com 22 anos de idades, 13 anos mais novo do que Sidão, desembarcou no CT da Barra Funda dizendo que esperaria sua oportunidade, e Sidão também o recepcionou colocando-se à disposição para ajudá-lo. Em menos de três meses, porém, já foi necessária uma reunião para aparar as arestas.

Mais Esporte