Inspirado em Renato Augusto e Casemiro, Liziero estreia em clássicos

A semifinal do Campeonato Paulista, no domingo, contra o Corinthians, será o primeiro clássico de Liziero no time principal do São Paulo. E o meio-campista de 20 anos, que barrou Petros no último jogo, tem como inspiração jogadores da Seleção Brasileira para seu estilo com passes em profundidade dar certo como ocorreu na base.

- É uma característica minha que vem desde a base. Tento sempre jogar para frente e buscar algumas jogadas. Gosto muito do Xavi, que jogava no Barcelona e, para mim, é um dos melhores. E gosto muito do Casemiro e do Renato Augusto, pela movimentação - comentou, prometendo não se assustar por atuar em um Majestoso.

- Sei o peso dos jogos no time principal, mas, desde o final do ano passado, tenho encarado uma série de decisões na base. O São Paulo sempre chega longe nas competições da base e briga pelos títulos, isso nos deixa acostumados a grandes jogos.

Foi exatamente isso que o jogador mostrou diante do São Caetano, sendo um dos mais incisivos na bem-sucedida missão são-paulina de vencer o adversário por 2 a 0, no Morumbi, na terça-feira. Mas Liziero, que começou a treinar com frequência no CT da Barra Funda apenas há duas semanas, não esconde a surpresa que sentiu ao ser informado de que seria titular.

- Foi uma surpresa. Fui treinar, o Aguirre conversou comigo e disse que eu ia jogar. Tentei ficar tranquilo. Meus companheiros me ajudaram muito e pude entrar tranquilo em campo. O Petros mesmo me disse para entrar em campo com tranquilidade, ficar de cabeça tranquila e dar o meu melhor. Fazer o máximo que eu poderia que tudo daria certo - contou.

- Fiz uma partida regular. Errei alguns lances por ansiedade, mas acontece. O importante é que corri o máximo que pude e consegui ajudar o São Paulo. Coloquei na minha cabeça que iria dar o meu máximo e ajudei o time a se classificar. Agora, depende do Aguirre. Vou trabalhar e, se ele me der a oportunidade, vou tentar dar o máximo - disse Liziero, prometendo o espírito que o tornou um dos principais destaques recentes na base tricolor.

- Sou tranquilo e não deixo deslumbrar, porque sei que ainda tem muito pela frente. Conquistei títulos na base, mas agora é uma nova história. Preciso mostrar o meu futebol. Quero evoluir ainda mais e aprender com os mais experientes. Felizmente, foram muitas novidades em pouco tempo, mas já estou preparado para encarar os próximos desafios.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos