São Paulo convive com rusgas entre goleiros desde aposentadoria de Ceni

  • Marcello Zambrana/AGIF

A rusga entre Jean e Sidão, que o São Paulo tentou aparar com uma conversa entre ambos na quinta-feira, é mais um episódio que o clube enfrenta entre goleiros desde a aposentadoria de Rogério Ceni, no fim de 2015. Além de não ter encontrado ainda um dono absoluto da posição, o time tricolor vê a disputa dentro de campo causar indisposição também nos bastidores, como também já chegou a ocorrer entre Denis e Renan Ribeiro.

Em 2016, na primeira temporada sem Ceni, Denis e Renan disputavam a meta são-paulina e, segundo funcionários na época, houve desentendimento nos bastidores entre ambos, que nem chegavam a esconder que não se davam bem. Mas o atrito não chegou a se tornar público, diferentemente do que ocorreu entre Jean e Sidão, através das redes sociais.

Denis estava no clube desde 2009 e vinha sendo preparado para substituir Rogério Ceni. Renan Ribeiro, porém, chegou em 2013 e tinha mostrado valor nas oportunidades que teve. A disputa em campo gerou indisposição no dia a dia entre eles no CT da Barra Funda, mas conseguiu ser contornada sem sair com detalhes do ambiente interno.

Ao ser contratado para ser técnico do clube em 2017, Rogério Ceni indicou a contratação de Sidão, que começou a temporada como titular, mas virou reserva no primeiro semestre. Denis chegou a ter novas chances, só que Renan Ribeiro ganhou a posição e se destacou até a demissão de Ceni, em julho.

Com Dorival Júnior, Sidão virou titular absoluto em agosto. Renan Ribeiro e Denis saíram em dezembro e o São Paulo gastou cerca de R$ 10 milhões para tirar Jean do Bahia. Aos 22 anos, 13 anos mais jovem do que Sidão, o novo camisa 1 desembarcou dizendo que esperaria sua chance, e Sidão também o recepcionou colocando-se à disposição para ajudá-lo. Em menos de três meses, porém, já foi necessária uma reunião para aparar as arestas.

Sidão começou 2018 como titular e se manteve na condição nos 11 primeiros jogos do ano, quando sofreu lesão muscular. Jean assumiu a posição e, em quatro jogos, falhou em gols de Red Bull e São Caetano, perdendo novamente a vaga para Sidão. Publicações de ambos em redes sociais causaram um mal-estar que o clube tentou colocar fim promovendo uma conversa entre ambos na quinta. E o técnico Diego Aguirre já avisou que Sidão continua na equipe.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos