Jailson segura o Santos, Willian marca e Palmeiras abre vantagem

Depois de marcar logo aos 11 minutos, com Willlian, o Palmeiras garantiu a vitória sobre o Santos, por 1 a 0, na noite deste sábado, no Pacaembu, e invencibilidade do Peixe como mandante no estádio, recorde que perdurava desde 2013, quando perdeu para o Paulista, por 3 a 1. Em 2014, o Santos também perdeu, mas nos pênaltis, depois de vitória no tempo normal, para o Ituano, e ficou com o vice-campeonato estadual. O Alviverde agora tem a vantagem do empate no jogo desta terça-feira, no mesmo palco, pela volta da semifinal do Campeonato Paulista, às 20h.

O Peixe precisará trabalhar para furar a meta do goleiro Jailson, protagonista da noite com ótimas defesas e grande responsável pelo triunfo. Vale destacar que o Verdão obteve efeito suspensivo para seu goleiro na última sexta-feira - Jailson havia levado um gancho de três jogos por confusão em clássico contra o Corinthians, pela primeira fase do estadual. Falta cumprir um.

Quase um santo

Se já havia feito grandíssimo primeiro tempo, Jailson foi ainda mais efetivo na etapa complementar, quando fez bela defesa em chute de Rodrygo, joia santista de apenas 17 anos, que entrou no segundo tempo para mudar o panorama da partida, ratificando o domínio santista do meio para o fim do jogo. O Santos chegou inúmeras vezes em contra-ataques, mas viu chute de Gabriel também ser espalmado pelo goleiro e não conseguiu reverter o vacilo do começo do jogo. Uma cabeçada de Vitor Bueno chegou a dar esperança aos santistas. Jailson estava lá para segurar a bola com firmeza.

Domínio verde

O Palmeiras dominiou os primeiros minutos da partida. Assustado, o Santos chegou a ensaiar uma marcação individual em cima dos jogadores alviverdes, deixou espaços e lacunas no posicionamento e permitiu o gol do Verdão em pane da defesa. Veloz, Keno encontrou em Daniel Guedes presa fácil para abater. Após corte para a esquerda, o atacante tocou para Bruno Henrique, que fez a bola viajar para Dudu, livre, na outra ponta da área. O capitão cruzou para Willian, que abriu o placar logo aos 11 minutos.

Quase o empate...

Gabriel e Renato por pouco não empataram a partida para o Peixe ainda nos minutos finais da etapa inicial. Primeiro, o camisa 10 aproveitou escorregão do do zagueiro Thiago Martins para roubar a bola e sair cara a cara com o goleiro Jailson, que fez boa defesa. Depois, foi a vez de Renato cabecear com muito perigo, após cobrança de escanteio, e também parar no camisa 42. Abafa santista resultado da pressão na saída de bola do Palmeiras, que diminuiu a intensidade de jogo nos minutos finais e permitiu avanços por suas linhas altas de marcação.

O inferno de Lucas Lima

Com boa movimentação e por vezes usado com um dos homens mais avançados do time, Lucas Lima, embora pouco efetivo, foi protagonista do jogo, muito em razão das constantes vaias da torcida santista a cada toque seu na bola. Correu, caiu, fez faltas, sofreu faltas, deu passe, chute e, em todo e qualquer momento de aparição, foi xingando pelos alvinegros.

Velozes pelas pontas

Se na etapa inicial Keno já havia protagonizado ótimas jogadas em cima de Daniel Guedes, no começo da etapa complementar deu bom passe para Victor Luís finalizar da entrada, após invadir a área, obrigando Vanderlei a fazer boa defesa. Na sequência, o próprio Keno invadiu a grande área e bateu colocado. A bola saiu à esquerda do gol. O Peixe respondia também pelos lados, com Dodô. Mesmo nitidamente muito cansado, o camisa 16 santista foi quem mais incomodou, com bons avanços e cruzamentos perigosos.

SANTOS 0x1 PALMEIRAS

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)

Data-Hora : 24/3/2018 - 19h

Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)

Auxiliares: Danilo Ricardo Manis e Tatiane Sacilotti dos Santos (ambos de SP)

Público/renda: 16.916 pagantes / R$ 723.270,00

Cartões amarelos: Daniel Guedes e Alison (SAN); Antônio Carlos, Thiago Santos e Dudu (PAL)

Cartões vermelhos: -

Gols: Willian (11'/1ºT) (0-1)

SANTOS: Vanderlei; Daniel Guedes, David Braz, Lucas Veríssimo e Dodô; Alison, Renato (Vitor Bueno, aos 35'/2°T), Diogo Vitor (Rodrygo, aos 20'/2°T) e Arthur Gomes (Jean Mota, aos 31'/2°T); Sasha e Gabigol. Técnico: Jair Ventura

PALMEIRAS: Jailson, Marcos Rocha (Tchê Tchê, aos 6'/2ºT), Antônio Carlos, Thiago Martins e Victor Luis; Bruno Henrique (Moisés, aos 23'/2ºT), Felipe Melo (Thiago Santos, aos 25'/2°T) e Lucas Lima ; Willian, Keno e Dudu. Técnico: Roger Machado

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos