Jair vê Santos superior ao Palmeiras e lamenta noite inspirada de Jailson

De todas as coisas que deram errado ao Santos na noite deste sábado, no Pacaembu, em derrota para o Palmeiras, a "pior delas" na opinião de Jair Ventura foi a atuação do goleiro Jailson, responsável direto por evitar melhor sorte do Alvinegro como mandante. Bem humorado, o treinador até brincou com a situação do atleta do time rival, que só jogou pois o clube alviverde conseguiu efeito suspensivo na manhã da última sexta-feira - ele estava suspenso por três jogos por confusão em clássico contra o Corinthians, ainda na primeira fase do Estadual.

- Não era nem para ele jogar, não é? (Risos). É um goleiro que vive um momento fantástico. A equipe do Palmeiras tem muitos valores individuais, ele foi o camisa 10 hoje. A cabeçada do Renato estava em cima da linha. Bueno, Gabriel, Rodrygo... A bola não entrou, ele evitou todos os gols que poderíamos ter feito. É mais mérito do Jailson do que demérito dos nossos atacantes minha insatisfação por não termos feito gols. Parabéns para o Jailson. Mas chega (risos) - brincou o treinador.

Embora tenha mantido o clima durante toda sua entrevista coletiva leve, Jair foi enfático ao cravar que o Santos merecia melhor sorte na partida. De acordo com sua opinião, o Peixe foi muito superior ao rival.

- Ficou evidente a mudança de postura nossa no segundo tempo. É um aprendizado. Para que possamos entrar no próximo jogo como terminamos o primeiro tempo. Entramos com um pouco de receio, Palmeiras fez uma marcação muito forte no campo de defesa. O passado é imutável. Temos que transformar as atitudes e chances criadas em gols - analisou, e completou:

- Se você parar para analisar, o Palmeiras foi superior no primeiro tempo e nós no segundo. Só que se compararmos esses dois tempos, o do Santos foi muito melhor, com muito mais chances criadas e possibilidade de gols. Mas eu sei que isso não nos fará passar de fase, precisamos fazer o gol. O torcedor teria ficado mais feliz se tivéssemos jogado mal, mas ganhado.

O Santos terá dois dias de trabalhos antes do jogo de volta contra o Palmeiras, nesta terça-feira, às 20h, também no Pacaembu. Qualquer vitória alvinegra por um gol de diferença leva a decisão aos pênaltis.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos