Aranha pega pênalti, mas Avaí perde para o Tubarão de virada

O Tubarão recebeu o Avaí, neste domingo, às 20:00 e venceu o time da capital por 2 a 1, de virada. Com grande exibição, os gols do Tubarão foram feitos por David Batista e Marcus Índio. Getúlio fez o único gol do Avaí. O goleiro Aranha, foi um dos destaques do jogo, defendendo um pênalti e fazendo grandes defesas.

O terceiro colocado garante vaga na Copa do Brasil do ano que vem. Por isso, o Tubarão ainda vê com bons olhos a competição. Apesar desse agravante, o Avaí saiu na frente logo no início do primeiro tempo e jogou um balde de água fria no Tubarão.

Após cruzamento de Rafinha, o jovem atacante, Getúlio, ganhou da defesa e abriu o placar do confronto. Um dos destaques do Avaí na competição, esse foi o quarto gol do atacante no campeonato.

O gol ligou o sinal de alerta do Tubarão, que começou a entrar no jogo e pressionar o Avaí. A pressão surtiu efeito, aos 14 minutos do primeiro tempo, o juiz marcou pênalti para o Tubarão. Porém, Batista parou nas mãos do goleiro Aranha.

A torcida do Tubarão, mesmo com o resultado ruim e o pênalti perdido, continuou apoiando o time. O Avaí, depois da defesa de Aranha, voltou para o jogo. Martinuccio tentou o toque para Getúlio, mas Jaílton conseguiu afastar o perigo.

O primeiro tempo terminou equilibrado, com um início cheio de oportunidades, o gás das duas equipes diminuiu e ambos os times não conseguiram criar mais chances de gol.

Se o Avaí fez um gol logo no início do segundo tempo, agora foi a vez do Tubarão. Logo aos quatro minutos da segunda etapa, o árbitro marcou falta de Lovat em cima de David Batista. Dessa vez, Batista converteu a cobrança. O atacante chutou com força no meio do gol, sem chances para o goleiro Aranha.

Depois do gol, o Tubarão cresceu no jogo e o técnico fulano trocou o meia Everton Dias, pelo atacante Marcus Índio. Reforçando o ataque, a ideia era que o Tubarão fosse para cima do Avaí em busca do gol da virada.

O segundo tempo, o Avaí diminuiu seu ritmo e viu o Tubarão crescer na partida. Batista, um dos melhores em campo, continuava assustando o time da capital catarinense. Na metade do segundo tempo, Batista recebeu na entrada da area, girou sobre a marcação e chutou. A bola passou rente a trave.

A pressão seguiu forte. Foram três grandes chances de gol em três minutos. Primeiro, com Daniel Costa. Depois, com Índio, em uma cabeçada na trave. Por fim, com Batista, pegando o rebote de Guilherme Amorim, obirgando Aranha a fazer grande defesa.

O Avaí aceitava o ataque do Tubarão, sem muito poder de reação. A pressão, enfim, surtiu efeito. Marcus Índio, que entrara no segundo tempo, completou a cabeçada de David Batista e virou o jogo para o Tubarão.

Com o gol sofrido, o Avaí ainda esboçou uma reação, mas não foi suficiente para empatar o jogo. Com o resultado, o Tubarão ultrapassou o Avaí na tabela e, agora, ocupa a quarta posição. Buscando a terceira colocação geral, enfrenta o vice-lanterna Inter de Lages, fora de casa, nesta quarta-feira, às 20:30. O Avaí recebe o Brusque, na Ressacada, na mesma quarta-feira, só que às 21:45.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos