Chapecoense começa perdendo, mas busca o empate contra o Brusque

O Brusque recebeu a Chapecoense, neste domingo, às 16:00, pela 16ª rodada do Catarinense. Mesmo começando perdendo por 2 a 0, a Chapecoense buscou o empate. Com gols de Neném e Guilherme, a Chape saiu de Brusque com o empate de 2 a 2. Jean Dias e Ronael fizeram os gols do Brusque.

Sem chances de classificação e ainda fugindo da zona, o Brusque começou o jogo a todo vapor. Sem dar conhecimento para o líder do campeonato, logo aos três minutos do primeiro tempo, o juiz marcou pênalti para o Brusque, em jogada em cima de Jandrei. O meia Carlos Alberto, que também estava na jogada, se machucou e foi substituído por Bidía.

Jean Dias abriu o placar para o Brusque, batendo no canto esquerdo de Jandrei. Gol do Brusque e primeiro gol sofrido por Jandrei no estadual. O goleiro da Chape ainda não tinha sofrido gol no campeonato. O jogo continuou pegado, a Chapecoense tentava o gol de empate, enquanto o Brusque se defendia bem.

O técnico da Chape, Gilson Kleina resolveu fazer uma improvisação durante o jogo. Puxou Vinicius Freitas para a lateral, liberando Bruno Pacheco, que passou a atuar centralizado. A mexida pareceu não dar muito certo, o meia Neném entrou logo em seguida, no lugar de Vinicius Freitas.

O Brusque passou a gostar do jogo e cresceu na partida. Logo após a parada técnica, o Quadricolor teve três oportunidades de gol, principalmente com o atacante Jefferson Renan que tabelou com Thyere, invadiu a area para boa defesa de Jandrei. A intensidade surtiu efeito, após escanteio, Cleyton subiu sozinho e cabeceou precisamente para o gol.

Mesmo garantida na final, a Chape voltou querendo reverter o placar. Logo no início do segundo tempo, a bola foi levantada na area, a zaga do Brusque cortou e o meia, Nenén, ficou com a sobra e soltou uma bomba no ângula, sem chances para o goleiro André Luis. A Chape diminuia a vantagem.

Visando cortar o ímpeto da Chapecoense, o técnico Pingo reforçou o meio campo, trocando o lateral Ronaell por Luizinho. A mudança não surtiu muito efeito. Minutos depois, Vinicius cabeceou, a bola pegou na mão de Edílson e o juiz marcou o pênalti. Guilherme, um dos artilheiros da Chape no ano, não desperdiçou e empatou o jogo.

Ainda teve tempo do goleiro Ivan, ser expulso no banco de reserva, porém mesmo perdendo de 2 a 0, a Chape mostrou a força do elenco e conseguiu arrancar o empate. Com isso, permanece na liderança e com a boa campanha, com apenas duas derrotas no campeonato. No próximo jogo, clássico contra o Figueirense, em casa, quarta-feira (28), às 21:45. Enquanto o Brusque enfrenta o Avaí, fora de casa, às 21:45, também na quarta-feira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos