Corintianos saem bravos e Nenê se defende: 'Não foi falta de respeito'

O jogo de ida entre São Paulo e Corinthians, pela semifinal do Campeonato Paulista, foi quente. O meia Nenê foi acusado de provocar os corintianos durante a comemoração de seu gol. O lance gerou muita confusão e o camisa 7 do Tricolor acabou sendo punido com o cartão amarelo. De cabeça fria, na saída do Morumbi, o atleta falou sobre o ocorrido e justificou sua ação. Os corintianos, no entanto, deixaram o estádio bastante irritados com o jogador.

- Ele (o Carille) tinha falado alguma coisa pra mim antes daquilo ali, ele falou um palavrão. Passei comemorando, vibrando e acabei olhando para ele, mas sem falar nada. O pessoal já me parou ali e disse que eu tinha sido desrespeitoso, mas não tive intenção. Dei uma olhada, mas foi vibrando. Não quis incitar nada. Foi realmente um momento meu de extravasar - defendeu-se o meio-campista são-paulino em rápido contato com os jornalistas.

- Não, foi falta de respeito ao incitar algo. Simplesmente aconteceu ali, já conversamos sobre isso. Não acredito que isso interfira em nada e temos de pensar só no nosso trabalho - emendou o jogador, ainda sobre o ocorrido.

O técnico Fábio Carille, o outro personagem da briga, preferiu não se alongar na explicação sobre o ocorrido e limitou-se a dizer que o episódio foi resolvido ainda em campo, na volta das duas equipes do intervalo.

- Ele (Nenê) briga pelo time dele, eu brigo pelo meu. Foi calor do jogo, já foi, tudo resolvido - afirmou o treinador do Corinthians.

Apesar do episódio aparentemente ter sido resolvido, a delegação alvinegra

não gostou nem um pouco do gesto de Nenê. O zagueiro Pedro Henrique chegou a colocar o caráter do meia- atacante em xeque.

- Quarta vamos pensar só na nossa classificação. No lance do fair play, uma atitude de homem seria tocar a bola para o Cássio. E depois ele foi comemorar no nosso banco. Ele vai pensar quando deitar no travesseiro - afirmou o defensor do Alvinegro de Parque São Jorge.

Diante de todo esse contexto, a partida de volta, agendada para a próxima quarta (28), às 21h45, na Arena Corinthians, promete ser tensa. O São Paulo joga por um empate para avançar de fase e chegar na decisão da Campeonato Paulista. Por sua vez, o Timão precisa vencer por, no mínimo, um gol de diferença para conseguir levar o duelo aos pênaltis.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos