Ex-Atlético-PR, Fabiano Soares faz estágio no Real Madrid

Técnico do Atlético-PR em 2017 e atualmente sem clube, Fabiano Soares está fazendo estágio no Real Madrid. Após optar por deixar o Furacão com a saída de Paulo Autuori do clube, ele negociou com Atlético-MG e Paraná Clube no início deste ano, mas não houve acordo.

- Busco me atualizar para conseguir ser um melhor treinador a cada dia. Assim, acompanho de perto o trabalho de profissionais e clubes que estão disputando grandes campeonatos. O futebol muda constantemente e vejo necessidade de todos fazerem uma reciclagem. Essa semana estou acompanhando os treinamentos do Real Madrid, clube que tem uma grande infraestrutura tanto em organização como logística para o melhor desempenho dos profissionais que aqui trabalham. Alguns aspectos me chamaram a atenção nesse período, como a modernidade e inovação dos aparelhos recém-chegados. Eles são importantes na prevenção e na antecipação do prazo de recuperação de lesões dos jogadores. Em termos de metodologia, intensidade e organização dos treinos, são muito parecidos com o que já faço - explicou o treinador.

Além das especificações técnicas, táticas e até mesmo estruturais, Fabiano Soares fez ainda algumas observações sobre a cultura do futebol espanhol e europeu de um modo geral, passando inclusive pelas categorias de base. Ele já foi treinador na Espanha, no SD Compostela e no CD Estradense, entre os anos de 2010 e 2011.

- Como um clube de referência, gostaria de destacar sua ideologia, pois apesar de terem os melhores profissionais, o tratamento é igual para todos os profissionais, demonstrando dessa forma que ninguém é insubstituível. O clube não fica refém de nenhuma estrela. Outro ponto que me chamou muito a atenção foi que os clubes medianos da Premier League já conseguem tirar jogadores de Real Madrid, Barcelona, etc. Antes todos queriam jogar nos grandes clubes para ganhar títulos, fama e dinheiro, só que agora o primeiro foco é o dinheiro. Percebi também que ultimamente os jogadores da base que estão chegando ao time profissional são jogadores que possuem uma estrutura familiar por perto, e muitos que chegam são os que vivem com seus pais em Madrid. Os jogadores do Norte da Espanha têm mais dificuldade de sair do entorno familiar que os jovens do Sul e das Ilhas Canárias, que são mais propensos a virem - completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos