Oriente Petrollero pede mais dinheiro e gera impasse por Maxi

A vinda do atacante Maximiliano Freitas, do Oriente Petrollero-BOL, para o Avaí não é mais dada como certa. Isso porque o clube boliviano mudou o valor do passe do jogador. O centroavante é cotado para disputar a Série B e a Copa do Brasil pelo Leão da Ilha.

Apesar do entrave, o presidente azurra, Francisco Battistotti, continua confiante. O mandatário ressaltou que fez uma contraproposta para o Oriente Petrollero-BOL e que o atleta tem vontade de defender o Avaí.

- Na sexta-feira estava tudo certo com o Maxi. No sábado, apareceu imprevisto. Mandei a nova proposta, o atleta quer vir para cá. Ele até vai abrir mão de um valor que receberia aqui para ajudar na negociação. (...) A coisa complicou, eles pediram 200 mil dólares pelo empréstimo. Tinha falado com o atleta, mandamos a contraproposta para o Oriente Petrollero. O jogador disse que quer vir para o Avaí. Espero que a gente tenha uma situação fechada. Conversei com o atleta e falei que o prazo para registro é até o dia 04 de abril, e ele me disse que está ajustando lá. Vamos resolver o mais rápido possível - disse Battistotti à rádio CBN/Diário.

Se a vinda de Maxi é incerta, o volante Matheus é presença garantida. O reforço chega do Tubarão e realiza exames nesta segunda-feira para assinar contrato.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos