Após longa espera, Morato celebra volta ao São Paulo: 'Marcante'

  • Rubens Chiri/saopaulofc.net

    O atacante volta a ser opção de Aguirre para o jogo contra o Corinthians

    O atacante volta a ser opção de Aguirre para o jogo contra o Corinthians

Aos 25 anos de idade, Morato viveu, no último domingo, uma reestreia pelo São Paulo mais especial do que ele imaginava. Exatos 345 dias depois de seu último jogo, o atacante, que operou o joelho direito, foi chamado pelo técnico Diego Aguirre para entrar em campo aos 35 minutos do segundo tempo da vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, no Morumbi, pelas semifinais do Paulista.

"Nem nos meus melhores sonhos eu poderia imaginar um retorno tão especial assim, principalmente com a vitória. Desde o hino nacional, na beirada do campo, já senti que era um momento especial e particular. Felizmente, tive a oportunidade de jogar. O Aguirre me deu confiança, entrei e estou muito feliz. Sem dúvida, foi um dia marcante", contou o jogador, que ainda arriscou um chute que passou perto da trave do goleiro Cássio.

"Achei que alguém ia me roubar a bola e pensei: 'agora não, ninguém vai me roubar, não, ninguém vai me tomar a bola'. Eu não deixaria que isso acontecesse, nem que eu precisasse chutar a bola para fora, como fiz. Eu tinha de chutar uma bola para o gol para falar 'pronto, sai de mim'".

O jogo foi só o segundo de Morato pelo São Paulo. Emprestado pelo Ituano, ele foi escalado como titular por Rogério Ceni em 19 de abril do ano passado e deu assistência para Pratto na vitória por 2 a 1 sobre o Cruzeiro, pela Copa do Brasil. Em 6 de maio, porém, machucou o joelho direito em jogo-treino contra o Oeste e rompeu dois ligamentos. Passou a trabalhar para ficar à disposição e ganhou a confiança do São Paulo, que ampliou seu contrato até o fim deste ano.

Novamente utilizado, o atacante volta a ser opção de Aguirre para a partida decisiva das semifinais do Campeonato Paulista, nesta quarta-feira, em Itaquera. Mas ele só pensa que, ao São Paulo, basta não perder do Corinthians para chegar à decisão e lutar por um título que não conquista desde 2005.

"Agora, quero conquistar a vaga na final com os meus companheiros. Não posso ser egoísta neste momento e pensar apenas em mim. Claro que tenho os meus objetivos, mas agora é o momento de unir forças. Meus companheiros são sensacionais e merecem uma vaga na fina", falou Morato.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos