Herói no jogo de ida, Jailson já não toma gol há quase 400 minutos

  • Ale Cabral/AGIF

    Jailson disputou 13 jogos em 2018 e sofreu apenas seis gols

    Jailson disputou 13 jogos em 2018 e sofreu apenas seis gols

Se não sofrer gol no jogo de volta contra o Santos, às 20h30 desta terça-feira, no Pacaembu, o Palmeiras estará classificado para a final do Paulistão. A boa fase do goleiro Jailson, autor de grandes defesas na vitória por 1 a 0 no jogo de ida, é um dos maiores trunfos da equipe comandada por Roger Machado.

Jailson já não toma um gol há 380 minutos, sem contar os acréscimos. O último a vazá-lo foi Rodriguinho, do Corinthians, aos 39 minutos do primeiro tempo do Dérbi em Itaquera. O goleiro do Palmeiras jogou só mais 20 minutos naquele dia, já que foi expulso no início da etapa final. Fernando Prass entrou e tomou o segundo gol, marcado de pênalti por Clayson.

Depois disso, Jailson jogou quatro partidas e não foi vazado em nenhuma delas: vitórias sobre Junior Barranquilla (3 a 0), São Paulo (2 a 0), Novorizontino (3 a 0) e Santos (1 a 0). Ele ficou fora de três partidas no período: derrota por 1 a 0 para o São Caetano, quando cumpriu suspensão automática pela expulsão (Prass jogou), vitória por 3 a 0 sobre o Ituano, poupado (Weverton jogou), e vitória por 5 a 0 sobre o Novorizontino, para cumprir pena imposta pelo TJD-SP (Prass jogou).

Punido com três partidas de suspensão pelo pênalti e pelas declarações que deu na derrota para o Corinthians, Jailson ainda tem mais uma a cumprir. O clube, no entanto, obteve um efeito suspensivo que o libera para jogar até a realização de um novo julgamento. A expectativa é conseguir mantê-lo disponível até o fim da competição.

"O Jailson passa muita segurança para nós. Aquela cabeçada do Renato ele tirou praticamente de dentro do gol. Fico muito feliz por essa fase dele, que ele possa ajudar ainda mais", disse o atacante Keno.

Jailson disputou 13 jogos em 2018 e sofreu apenas seis gols. Ele passou ileso em oito desses jogos.

O baixo número de gols sofridos pelo Palmeiras, no entanto, não é mérito apenas de um jogador. Prova disso é que a equipe sofreu apenas um(Chiquinho, do São Caetano) nos últimos sete jogos.

O time não foi vazado nos últimos cinco jogos, atingindo sua melhor marca de 2008. Na época, os comandados de Vanderlei Luxemburgo completaram seis partidas sem gol do adversário. Depois disso, o máximo foram quatro jogos com a defesa invicta, algo que se repetiu por cinco vezes. A maior sequência de jogos sem sofrer gols da história alviverde foi registrada em 1987: 12 jogos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos