Jornais argentinos preocupados após massacre; Na Espanha, exaltação

A goleada sofrida por 6 a 1 para a Espanha, em Madri, na última terça-feira, deixou a Argentina atordoada. Os jornais hermanos demonstraram muita preocupação com o resultado a menos de três meses da Copa do Mundo. Um dos mais importantes do país, o diário "Olé" estampou em sua manchete que a Albiceleste precisará de "três Messis" na competição. Por outro lado, periódicos espanhóis provocam os rivais e exaltam a Fúria.

O "Olé" mostra grande preocupação com a performance da Argentina no Mundial. O jornalista Diego Macias diz que falta pouco tempo até o início da competição para que o técnico Jorge Sampaoli consiga criar uma equipe competitiva. E que a seleção é toda voltada para Messi.

- Espero que o sonho se realize e a equipe apareça, mas, diante desse panorama sombrio, as chances da seleção, primeiro de tudo, parecem cada vez mais restritas ao que Messi pode fazer. Depois a Messi e, por fim, a Messi.

Já o "La Nacion" liga o sinal de alerta e deixa o foco todo em Jorge Sampaoli. Já o "Diário Popular" cita o resultado como "catastrófico". O "El Deportivo", por sua vez, traz na manchete: "humilhados".

Na Espanha, o jornal catalão "Mundo Deportivo" estampou na capa "as vergonhas" da seleção argentina sem Lionel Messi. O camisa 10 esteve ainda na manchete do "Sport", também da Catalunha", que escreveu:

- Messi já sabe quem é favorita - em alusão à Fúria.

Em Madri, o craque do Barcelona foi poupado. O jornal "Marca" exaltou a "obra-prima" da Espanha contra a Argentina, com a foto de Sergio Ramos beijando a chuteira de Isco, autor de três gols. Já o "As" lembrou os gritos de olé da torcida no Wanda Metropolitano diante da atuação da Fúria contra os hermanos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos