Jornal diz que Messi foi ao vestiário e tentou motivar Argentina após 6 a 1

  • Gabriel Bouys/AFP

    Messi deixou as tribunas do estádio para reerguer moral do elenco argentino

    Messi deixou as tribunas do estádio para reerguer moral do elenco argentino

A goleada sofrida para a Espanha por 6 a 1, em Madri, na última terça-feira, colocou um ponto de interrogação no trabalho de Jorge Sampaoli e em como a Argentina chegará para a Copa do Mundo. Ausente da partida, o atacante Lionel Messi, capitão da equipe, foi até o vestiário após o massacre e fez o seu papel de líder.

O camisa 10 abandonou as tribunas do Wanda Metropolitano, casa do Atlético de Madrid, ainda no decorrer da partida. De acordo com o jornal "La Nación", ele foi para o vestiário. Messi teria "falado grosso" com os companheiros e pediu para que todos se mantivessem focados na Copa do Mundo.

"Levantem a cabeça, todos. Vamos superar tudo o que aconteceu juntos e fazer tudo em conjunto", teria dito Messi.

A atitude do craque foi elogiada pelos companheiros de seleção, que ainda não tinham presenciado uma postura como essa do jogador.

"Foi uma coisa impressionante. Ele surpreendeu a todos e falou como um capitão", disse um atleta argentino, não identificado pelo "La Nación".

No Mundial, o selecionado argentino terá missão teoricamente pouco complicada na primeira fase. A Argentina está no Grupo D, que conta ainda com Croácia, Islândia e Nigéria.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos