Pela segunda vez no ano, São Paulo terá uma semana inteira para treinar

A derrota para o Corinthians e a dolorosa eliminação no Campeonato Paulista sofrendo o gol adversário aos 47 minutos da etapa final terão de ser rapidamente esquecidas pelo São Paulo. Sem tempo para lamentações, o Tricolor vira a chave e foca na Copa do Brasil, pois na próxima quarta (4), a equipe do Morumbi encara o Atlético-PR, na Arena da Baixada, pelo jogo de ida da quarta fase da competição nacional. A notícia positiva, se isso é possível, claro, é que o time terá tempo para treinar - algo muito raro nesta temporada.

Desde que chegou ao São Paulo, em março, o uruguaio Diego Aguirre nem sequer teve tempo de treinar a equipe. Até aqui, o treinador teve 13 dias no comando do Tricolor e enfrentou quatro partidas - todas decisivas -, somando duas vitórias (São Caetano, nas quartas, e Corinthians, nas semis do Paulistão) e duas derrotas (para os mesmos adversários). Em média, o novo comandante do Tricolor teve apenas pouco mais de três (3,25) dias para arrumar a equipe.

O número alto não acompanha o clube apenas nesta reta final de estadual. Desde que estreou na temporada, no dia 17 de janeiro, contra o São Bento, em Sorocaba, o São Paulo já fez 20 partidas. Passados 72 dias do primeiro compromisso no Paulistão, a equipe tem, em média, um jogo a cada 3,6 dias. É muito pouco tempo para uma equipe profissional.

Para se ter uma ideia do quão atarefada está a equipe neste primeiro semestre, vale lembrar que o São Paulo só pode se dar ao luxo de treinar por uma semana inteira uma vez na temporada, quando enfrentou o Bragantino, pelo Paulistão, no dia 7 de fevereiro, e depois voltou a campo contra o CRB, no Morumbi, no dia 15 do mesmo mês.

Com a eliminação sofrida diante do Corinthians, o Tricolor terá uma semana inteira para trabalhar antes de medir forças com o Furacão. Embora a equipe tenha demonstrado uma mudança considerável na postura dentro de campo e se tornado mais competitiva, o São Paulo ainda precisa de ajustes, caso queira conquistar seus objetivos. Quem diz isso é o próprio técnico do Tricolor.

- Muita coisa tenho para fazer. O futebol é muito dinâmico. Parece que tenho muito tempo aqui, mas tenho só uns 10 dias no São Paulo. Melhoramos defensivamente e sabemos que vamos melhorar no campo. Precisamos ser fortes para jogarmos o que temos na frente. Aprender com a derrota e trabalhar - cravou o treinador logo após o revés na Arena Corinthians.

Apesar de tentar ver a derrota sob uma ótica positiva, o São Paulo não vai trabalhar nesta quinta (29). O elenco e a comissão técnica terão folga para digerirem a eliminação no Campeonato Paulista. A reapresentação do Tricolor será na manhã da próxima sexta-feira (30), no CT da Barra Funda.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos