Suspenso do futebol, Platini faz pesadas críticas à Fifa e ao TAS

  • Fabrice Coffrini/AFP

Ex-presidente da Uefa, Michel Platini disparou contra a Fifa e o Tribunal Arbitral Desportivo (TAS). O ex-jogador está suspenso de qualquer atividade relacionada com o futebol desde 2016, punição que vai durar quatro anos.

"Não posso aceitar perder quando não fiz nada, tendo sido impedido de trabalhar por quatro anos no futebol. Quem é que são esses palhaços para me impedirem de trabalhar", criticou o francês, à revista "Marianne".

Platini recorreu da decisão ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos em janeiro deste ano. Agora, o ex-dirigente aguarda uma parecer.

"Estou à espera das grandes decisões, das decisões reais, das do promotor público suíço, que é quem fez uma investigação sobre esse pagamento supostamente ilegal".

Platini foi afastado de qualquer atividade ligada ao futebol devido a um escândalo no pagamento de 1,8 milhão de euros, em 2011, por um suposto trabalho de consultoria, sem um contrato escrito, pedido pelo ex-presidente da Fifa Joseph Blatter, em 2002.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos