Grato por Jefferson, assumidamente lento e sincero: é Carli titular de novo

O retorno de Carli ao time titular do Botafogo repercutiu na melhora do desempenho defensivo da equipe, na quarta-feira, e na última quinta também. O goleiro Jefferson elogiou a postura do argentino, que se manteve focado e trabalhando sem reclamar, mesmo na reserva. O xerife, que continua na equipe para a final do Campeonato Carioca, nesta sexta-feira agradeceu ao camisa 1.

- Umas 15 pessoas me mandaram o que o Jefferson disse. Fiquei emocionado de um ídolo do futebol brasileiro, não só do Botafogo, falar de mim. Mostra que estou no caminho certo. Minha postura no grupo não muda. Dentro ou fora, minha postura não muda - explica o zagueiro.

Alberto Valentim nunca afirmou isso, mas há quem diga que a opção inicial do treinador por deixar o argentino na reserva era pela pouca velocidade dele, em comparação com Marcelo. Seja como for, Carli não se importa. Pelo contrário, procura evoluir.

- Eu sei que não sou um zagueiro muito veloz, mas trabalho para melhorar. Não me chateia, porque escuto e tento melhorar - pondera.

Carli vinha sendo titular do Glorioso desde 2016, quando chegou ao Botafogo. Ricardo Gomes era o treinador na época, e se espantou com a diferença de desempenho do jogador nos treinos para os jogos. O zagueiro explica.

- Ele (Ricardo Gomes) percebeu isso, mas na Argentina já me disseram isso. Não sou o mesmo no treino do que no jogo. Não posso ir da mesma forma com um companheiro do que numa final, por exemplo - analisa, antes de completar, com bom humor:

- Na verdade, minha motivação é jogar. O treino é um pouco chato (risos). A gente tenta melhorar quando precisa. Mas minha motivação é jogar - confessa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos