Valentim vê Bota forte: 'Não vamos nos entregar. Vamos unir forças'

Alberto Valentim tem se notabilizado pelo jeito enérgico à beira do campo e não foi diferente neste domingo, contra o Vasco. Na primeira partida da final do Campeonato Carioca, o treinador respondeu às reclamações de jogadores substituídos e levantou Marcinho, para o lateral ser aplaudido depois de receber vaias da torcida. E a situação de quem começou a jogada do gol de empate, mas foi envolvido no lance da virada cruz-maltina, para o técnico, é exemplo a ser seguido pelo time todo na segunda partida da decisão estadual.

- A resposta foi dele. Só quis abraçá-lo porque a resposta foi dele. A torcida vaiou, mas é um jogador que se entrega, e vamos precisar muito dele nesta final. Queria parabenizá-lo. O Marcio reflete muito nosso elenco. Não vamos nos entregar. Vamos unir forças para a próxima partida - garante o comandante do Glorioso.

Sobre os substitutos, Valencia foi acintoso e ouviu bastante, já no banco. Brenner gesticulou ao deixar o gramado, e também foi contestado, de forma mais ponderada. O treinador minimizou atritos com os atletas.

- Jogador quer jogar, quer procurar ajudar e tem o nervosismo da final. Tentei fazer o melhor com os jogadores que temos no banco. Quando o Leo saiu, falei "Valeu, valeu, valeu". Também falei com Brenner. Não vamos falar de polêmica. Precisamos nos unir mais ainda na derrota. Depois vamos procurar corrigir o que precisamos - analisa o treinador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos