Bandeira elogia diretor e diz que trocas não representam nova filosofia

Presente na apresentação de Carlos Noval como novo diretor executivo de futebol, Eduardo Bandeira de Mello reforçou que a troca no comando do departamento não significa uma mudança no modelo de gestão do Flamengo. Para ele, Noval está capacitado para dar sequência ao trabalho e a estrutura de futebol desenvolvida nas últimas temporadas.

- A vinda (do Noval) não representa um novo modelo ou nova filosofia. É o mesmo modelo de valorização do profissional, do trabalho científico e estruturado. Noval fez parte desse trabalho até hoje comandado pelo Rodrigo - afirmou o mandatário, confirmando que não é adepto à trocas de treinadores:

- Não gosto de mudar de treinadores. Minha filosofia é essa e de vez em quando é necessário fazer ajustes e não vou entrar neste caso em particular. Foi uma mudança que teve que ser feita - completou.

O presidente dedicou boa parte de suas palavras para agradecer aos profissionais demitidos na última quinta-feira. Além de Rodrigo Caetano, deixaram o clube o técnico Carpegiani, os auxiliares Jayme de Almeida e Rodrigo Carpegiani, o gerente Mozer e o preparador físico Marcelo Martelotte.

- (Rodrigo Caetano) É um profissional de muita qualidade, agradeço muito ao trabalho desenvolvido por ele, vou sentir muita falta dele aqui. Foi um grande colaborador e tenho certeza que dará muito certo em sua sequência na carreira. Extremamente qualificado. Tenho certeza que ele ficará feliz da sequência do trabalho ser capitaneada pelo Noval - afirmou Bandeira de Mello, antes de seguir:

- Mozer, ídolo do Flamengo, prestou serviços inestimáveis. Vai deixar saudades pelo competência e predicados pessoais. Jayme, super competente, vitorioso, grande história no clube. O mesmo digo do Marcelo (Martelotte). Tenho certeza que suas competências serão compreendidas pelo mercado.

NOVO COORDENADOR TÉCNICO VAI CHEGAR

Demitido do Flamengo, Paulo César Carpegiani chegou, inicialmente, para ser coordenador técnico do clube. Contudo, foi efetivado como trenador e foi desligado de todas as funções, após 17 jogos. Por isso, Bandeira confirmou que o Flamengo terá um novo nome para o cargo em breve.

- O cargo de coordenador técnico será mantido e vamos buscar uma opção. Tivemos que mudar tudo no futebol e por isso o Carpegiani não continuou. Foi necessidade - contou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos