PM reprova e não garante efetivo em treinos de Palmeiras e Corinthians

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

    Rodriguinho e Bruno Henrique disputam bola durante Corinthians x Palmeiras na final do Paulistão

    Rodriguinho e Bruno Henrique disputam bola durante Corinthians x Palmeiras na final do Paulistão

O 2º Batalhão de Choque da Polícia Militar de São Paulo já acionou o Ministério Público para avisar que não tem condições de garantir a segurança de torcedores de Palmeiras e Corinthians neste sábado, quando ambos os clubes têm atividade aberta em seus estádios à torcida.

Segundo a PM, é necessário que ao menos um dos treinos aconteça na sexta-feira. Vale destacar que tanto para ir ao Allianz Parque, quanto para a Arena Corinthians é necessário utilizar a linha vermelha do metrô da cidade.

- O Ministério Público, através do promotor Paulo Castilho, já está sabendo que a Polícia não tem condições de garantir a segurança com esses dois eventos acontecendo juntos. Não há condição. Se os clubes insistirem nisso, não vamos nos responsabilizar pela segurança e por eventuais brigas e confusões - disse o Major Vilariço ao LANCE!.

O Major ainda destacou que o Palmeiras foi o primeiro a protocolar a solicitação de treino aberto para sábado, às 10h, em seu estádio. Por isso, a tendência é que o Alviverde fique com a data.

Tanto Maurício Galiotte, presidente alviverde, e Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, serão consultados. A final do Campeonato Paulista acontece no domingo, às 16h, no Allianz Parque. O Verdão tem a vantagem do empate depois de vencer por 1 a 0 o confronto de ida.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos